Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Interior da China compra veículos elétricos de baixa velocidade


Pense em qualquer carro que lhe vier à mente nesse momento. Bom, as chances dele já ter sido clonado na China não são pequenas, acredite. 

Com um mercado virtualmente de 30 milhões de veículos por ano, há espaço para muita coisa no maior mercado do mundo.

Conhecido pelos clones de qualquer produto, o país asiático também não é diferente em relação aos carros. Se até marcas chinesas conhecidas, que vendem e montam carros fora do país, clonam abertamente automóveis de marcas conhecidas, o que pensar dos pequenos “fabricantes” de veículos de baixa velocidade? 

Em geral, essas empresas produzem carros elétricos com potência baixa e limite de 50 km/h, que permite a condução por quem não é habilitado. Na China, regiões mais pobres ou afastadas dos grandes centros carecem de transporte, seja pessoal ou público, por isso acabam comprando esses carrinhos de baixo peso e preço.  

Sites chineses de comércio eletrônico possui dezenas ou até centenas de produtos diferentes, feitos por um sem número de empresas diminutas. Essas empresas parecem livres para fazer qualquer coisa, até um Bugatti Chiron “da 25”. Na província de Shandong, a Shandong Qilu Fengde, produz o P8, que em outras palavras é um carro elétrico de baixa velocidade, que não passa de 50 km/h (com limitador, sem ele chega a 65 km/h), mas tem autonomia de 150 km. Ele é uma cópia de estilo descaradamente feita para se parecer com o hiperesportivo da Alsácia.

Com 4,10 m de comprimento, 1,80 m de largura e 1,43 m de altura, o Qilu Fengde P8 garante um acesso mais fácil para os dois ocupantes que no Bugatti Chiron, que é bem mais baixo, largo e comprido. Apesar disso, ele não é fraco não… tem até faróis de LED, sendo quatro de cada lado, com quatro diodos em cada projetor. A grade ovalizada é igual ao do super bólido. O teto é curvado e a traseira lembra pouco o europeu, exceto pelos escapes centralizados.

Por dentro, o painel é simples e com design bem desordenado. O espaço é suficiente para duas pessoas e há um banco único sem encosto na traseira. O carro tem até multimídia com reprodução de MP5… Já seu propulsor é um humilde motor elétrico de míseros 3,35 cv e as baterias são de chumbo-ácido. O tempo de recarga é de 10 horas em 220V. Preço? 31.999 yuans ou R$ 18,4 mil. Se preferir, tem ainda Audi R8 e Lamborghini Aventador…

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemInterior da China compra veículos elétricos de baixa velocidade

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário