Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Carros elétricos dominam mercado da Noruega


O mercado automóvel da Noruega está a pender para o segmento dos veículos elétricos. O fenômeno é de tal forma popular que, em 2017, 50% dos carros novos adquiridos, eram alimentados por eletricidade. A taxa é a mais alta do mundo e o impacto já se sente na indústria dos combustíveis fósseis.

De acordo o último relatório oficial emitido pelo governo norueguês, o consumo de gasolina e diesel no país, caiu pela primeira vez desde que há registo. "As vendas de gasolina desceram 2,9%, as do diesel tributável caíram 2,7% e as do diesel não tributável diminuíram em 2,6% [...] Uma análise geral mostra-nos que as vendas de produtos derivados do petróleo recuaram cerca de 2,2%", escreve a Forbes, citando o documento.

Note que apesar do impacto substancial, os carros elétricos configuram apenas 10% de todos os veículos em circulação nas estradas norueguesas. Os especialistas prevem que estes números venham a acentuar-se num futuro muito próximo.

O assunto é de extrema importância para a economia daquele país, que é o 15º maior produtor de petróleo do mundo. No entanto, o governo tem imprimido uma política que estimula a redução da dependência dos combustíveis fósseis. Para além dos inúmeros incentivos que existem à compra de veículos elétricos, o executivo tem desenvolvido outras iniciativas ecológicas. 

Uma delas ambiciona tornar os fiordes da Noruega na primeira zona marítima de "emissões zero", onde apenas navios elétricos poderão navegar.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemCarros elétricos dominam mercado da Noruega

Publicado no Verdesobrerodas



Por SAPO Tek conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário