Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 8 de maio de 2018

A baixa velocidade carro elétrico deixará de ser silencioso


Os veículos elétricos ou híbridos (quando funcionarem em modo elétrico) vão deixar de ser totalmente silenciosos a baixas velocidades, num esforço para evitar atropelamentos devido ao fato de os pedestres não se aperceberem da sua presença.
Para muitos, apesar dos seus benefícios em termos ecológicos por não emitirem qualquer poluição na condução, os veículos elétricos são vistos como uma ‘ameaça silenciosa’ no sentido em que não emitem ruído que denuncie a sua presença, sobretudo nas grandes cidades, onde a confluência de muitos outros ruídos pode facilmente ‘mascarar’ a presença dos elétricos na estrada.

Assim, a União Europeia vai obrigar que todos os novos veículos elétricos e híbridos vendidos na Europa a partir de julho do próximo ano estejam equipados com um sistema que emite um ruído a baixas velocidades, sendo que os modelos já na estrada terão de ser equipados com esse mesmo dispositivo até ao ano de 2021.

Muitos dos automóveis atuais já dispõem de um sistema emissor de um som a baixas velocidades, que serve precisamente para adereçar esta questão. Contudo, têm também um botão que permite desativar o ruído a baixas velocidades. A nova diretiva europeia prevê a sua eliminação para que os condutores não possam desativar esse comando emissor de ruído a velocidades reduzidas. Em 2021 todos os carros elétricos nas estradas terão de ter este sistema emissor de ruído equipado.

Um estudo da associação britânica de cães-guia, a Guide Dogs, argumenta que “os pedestres têm uma probabilidade 40% maior de serem atropelados por um híbrido ou elétrico do que por um carro a gasolina ou Diesel no Reino Unido”. Por outro lado, um estudo da Universidade da Califórnia, datado de 2008, aponta que “alguns veículos elétricos e híbridos não se conseguem ouvir até um segundo antes do impacto com um pedestre”, sendo que aqueles que ouvem música por auscultadores, com deficiências de natureza visual ou que utilizam bicicletas integrantes deste grupo de ‘risco’.

O ruído a apresentar pelos veículos terá uma natureza de ruído branco associado a efeitos sonoros específicos que apenas serão ativados a velocidades inferiores a cerca de 30 km/h. Acima disso, os veículos elétricos voltarão ao seu silêncio usual.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável


PostagemA baixa velocidade carro elétrico deixará de ser silencioso

Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário