Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Viseu terá transporte público totalmente elétrico e autônomo


Viseu vai ser a primeira cidade portuguesa a ter em operação de transporte público um veículo totalmente elétrico e autônomo: o Viriato. 

Criado pela TULAlabs, o pequeno veículo, com capacidade para 24 passageiros (sentados e de pé), vai circular, em breve, na capital da Beira Alta.
A Câmara Municipal de Viseu apresenta hoje, no âmbito do evento Portugal Smart Cities Summit, em Lisboa, uma maquete deste veículo que, segundo o município, é um transporte público não poluente, autônomo, disponível em permanência que, além dos benefícios para o ambiente, vai gerar poupança para o município substituindo o funicular. E uma vez que é silencioso, vai poder andar durante a noite.

À Transportes em Revista, Jorge Saraiva, gerente da TULAlabs, adianta que o veículo vai circular «numa via segregada, porque é isso que a legislação permite, onde se cruzará com outros carros apenas em cruzamentos com semáforos. Haverá pedestre nessa via». O mesmo responsável diz ainda que «a tecnologia utilizada neste veículo foi desenvolvida há nove anos e há três anos que veículos semelhantes circulam na Suíça sem qualquer problema». Jorge Saraiva acrescenta que «há sempre riscos, mas são controlados. Existe um sistema de detecção. O risco é o mesmo de um veículo com condutor». O gerente da TULAlabs salientou ainda que «o veículo carrega em cinco minutos e tem autonomia para 100 quilômetros»

A operação deste carro é assegurada por um sistema de gestão e monitorização para veículos autônomos, que apresenta informação sobe a posição, a velocidade e distância percorrida de cada veículo em tempo real, permitindo, por exemplo, definir intervenções preventivas das componentes mecânicas, informações sobre ciclos de carga e descarga das baterias, entre outros.

O Viriato tem um nível cinco de automação, ou seja, é o nível máximo na escala criada pela Society of Automotive Engineers (SAE). A escala foi baseada no grau de autonomia da máquina e na necessidade de intervenção do homem no veículo. No nível cinco, a inteligência artificial assume na totalidade o controlo do automóvel, que está desprovido de pedais e volante.

De referir que o veículo desenvolvido pela TULAlabs estará em exposição, nos dias 24 e 25 de maio, no Mobitrans – 12.º Encontro Transportes em Revista, que terá lugar na cidade do Porto.
   
VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemViseu terá transporte público totalmente elétrico e autônomo

Publicado no Verdesobrerodas



Por Transportes em Revista conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário