Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Pagani está desenvolvendo seu primeiro modelo elétrico


Pequeno fabricante de superdesportivos, a Pagani está a desenvolver aquele que será o primeiro modelo elétrico da sua história. O qual apostará na leveza… e numa caixa manual?! A revelação foi feita pelo próprio fundador da marca italiana, Horatio Pagani, o qual, em declarações à revista Car and Driver, não só confirmou que o projeto está já em fase de desenvolvimento, sob responsabilidade de uma equipa de 20 engenheiros e designers, como garantiu que, mais do que a potência, será o peso a fazer a diferença.
A questão passa mais por fabricar veículos leves, com uma excelente condução e manobrabilidade. Depois, é só aplicar isto num veículo elétrico e perceberão aquilo que nós pretendemos: um conjunto extremamente leve que, muito provavelmente, funcionará como uma referência para os futuros veículos elétricos. Horatio Pagani, fundador e dono da Pagani

Aliás, também por este motivo, o líder da Pagani recusa a hipótese de vir a desenvolver um modelo híbrido, ao invés de um elétrico. Já que entende que esse acréscimo de peso vai contra aquele que é o conceito de veículo elétrico que pretende desenvolver.

Por outro lado, o construtor italiano também não deverá ter de preocupar-se muito com o motor. Uma vez que, recorda a revista, fruto da parceria tecnológica que mantém com a Mercedes, deverá poder aproveitar os desenvolvimentos alcançados pela marca da estrela, nomeadamente, fruto da sua participação na Fórmula E.

Assim, para a Pagani, a principal preocupação centrar-se-á em construir um carro emocionante de conduzir. Motivo pelo qual já questionou, inclusivamente, os seus engenheiros, sobre a possibilidade de acoplar uma caixa manual, mais interativa, no futuro modelo elétrico.

A disponibilidade instantânea de binário dos motores elétricos permite que os automóveis elétricos prescindam de uma caixa de velocidades, com a transmissão a ser direta, isto é, só necessitam apenas de uma uma relação. Esta hipótese, a concretizar-se, seria uma verdadeira novidade…

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemPagani está desenvolvendo seu primeiro modelo elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por Razão Automóvel conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário