Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 7 de abril de 2018

Classe S zero emissões da Mercedes-Benz chegará em 2020


Após o EQ C, o crossover elétrico, a Mercedes-Benz prepara já aquele que será o Classe S da sua futura gama zero emissões. E que, promete, será tão luxuoso e estatutário quanto o Classe S que conhecemos.

Com lançamento previsto para 2020, ou o mais tardar para 2022, o futuro navio-almirante da marca da estrela, no seio da oferta 100% elétrica, tem desde já garantida a promessa de que “estará ao nível do Classe S que hoje em dia conhecemos”, revela, numa entrevista à britânica Autocar, o diretor para os projetos de carros maiores na Mercedes-Benz, Michael Kelz.

Contudo, o mesmo responsável também refere que, embora com um estatuto e posicionamento semelhantes aos das versões com motor de combustão, o Classe S elétrico não exibirá o mesmo nome. Mas deverá ostentar, ao que tudo indica, uma sigla semelhante à da restante família elétrica EQ — por exemplo, EQ S.

Apesar da alteração no nome, o EQ S não deixará de ser “um carro de luxo, elétrico e topo-de-gama”, com Kelz a acrescentar que, fruto da adoção de um sistema de propulsão elétrica, o carro terá, igualmente, uma distância entre eixos superior e vãos dianteiro e traseiro mais curtos relativamente ao Classe S.

O mesmo responsável reconhece que um concept deste novo modelo foi já criado, utilizando como base a nova plataforma modular denominada MEA (dedicada apenas a veículos elétricos), tudo apontando para que a versão de produção possa vir a ver a luz do dia, o mais tardar, dentro de quatro anos.

Nesta entrevista, Michael Kelz confirmou ainda que o novo CLS, que tem por base a plataforma MRA, e que não está preparada para albergar sistemas de propulsão elétricos, poderá, ainda assim, vir a contar, no futuro, com uma versão híbrida plug-in. Isto, “desde que vejamos que existe procura para tal”, afirma.

A terminar, referir apenas que, além deste novo Classe S elétrico, da família zero emissões da Mercedes-Benz fará ainda parte um pequeno hatchback, denominado EQ A, assim como um crossover, posicionado no mesmo patamar do GLC, e que chamar-se-á EQ C. Será este último que, comercialmente, abrirá as portas à nova família 100% elétrica da marca da estrela.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemClasse S zero emissões da Mercedes-Benz chegará em 2020

Publicado no Verdesobrerodas



Por Razão Automóvel conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário