Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 1 de março de 2018

Vision X da Skoda terá versão com dois motores elétricos

A Skoda revelou um teaser de novo conceito para Genebra. Trata-se do Vision X, um utilitário esportivo de porte compacto, que compartilha a plataforma modular MQB A0, mas que terá uma importante mudança na parte mecânica em relação ao T-Roc ou T-Cross, por exemplo.

Como a Skoda ainda não apresentou seu SUV compacto, irmão do Seat Arona e T-Roc, espera-se que este conceito revele mais sobre o produto, que será a porta de entrada da marca tcheca para o segmento. 

No caso do propulsor, a proposta do Skoda Vision X é oferece um conjunto híbrido movido por gás natural, combustível que está ganhando cada vez mais espaço na Europa.

Com a pressão sobre o diesel, inclusive agora com cidades decidindo sozinhas se permitem ou não a circulação de carros desse ciclo, o temor de que o espaço para o óleo combustível encolha de forma agressiva nos próximos anos é tanta, que os fabricantes já começam a olhar alternativas e uma delas é o GNV.

No caso do gás, a emissão de CO2 e NOx é muito mais reduzida que diesel e gasolina, sendo totalmente liberado no continente. Assim, a proposta da Skoda traz um motor 1.5 TGI – versão GNV do 1.5 TSI – com 130 cv e 25,5 kgfm. Além dele, o Vision X tem dois motores elétricos, sendo um ligado ao sistema de partida (Start & Stop) e outro montado no eixo traseiro, entregando pouco mais de 27 cv.

Este último propulsor é usado nas saídas ou acelerações longas, mas também pode ser utilizado para prover tração nas quatro rodas. Se necessário, pode mover o carro por até 2 km se o GNV acabar. Com máxima de 201 km/h, o Skoda Vision X vai de 0 a 100 km/h em 9,3 segundos e tem emissão de CO2 de 89 g/km.
Sobre sua estrutura, o Skoda Vision X esconde dois tanques pressurizados de GNV, altamente resistentes e feitos em peça única, sem soldas. Embora o 1.5 TGI funcione com gás, ele também trabalha com gasolina e por isso o conceito dispõe de um diminuto tanque de combustível próximo do tanque central. O motor elétrico traseiro fica dentro do subchassi da suspensão multilink, enquanto duas baterias de lítio de 1,5 kWh são posicionadas sob os bancos dianteiros.

O sistema elétrico é de 48V para que o motor de arranque/propulsor possa operar e um alternador/gerador carregue as baterias nas desacelerações, a fim de alimentar o modo elétrico do veículo. A autonomia completa é de 644 km. De acordo com a Skoda, não há opção AWD no segmento de entrada dos SUVs, o que torna esse sistema uma vantagem adicional nesse caso. Medindo 4,250 m de comprimento, o Skoda Vision X tem 1,800 m de largura, 1,500 m de altura e 2,645 m de entre-eixos, sendo mais longo que o T-Roc, nesse caso.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemVision X da Skoda terá versão com dois motores elétricos

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário