Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

domingo, 25 de março de 2018

Vendas do híbrido Prius da Toyota cresceu 60% no Brasil


A Toyota do Brasil renovou, em cerimônia realizada ontem, 21 de março, a parceria com o Instituto Arte de Viver Bem (IAVB), organização não governamental com atuação focada em elevar a qualidade de vida de pessoas diagnosticadas com câncer de mama. 

Uma unidade do novo Prius, híbrido de maior sucesso da história, foi entregue à Valéria Baraccat, fundadora do Instituto, em substituição ao modelo de terceira geração, disponibilizado pela Toyota, em 2015, para suporte logístico em ações da entidade. 

A entrega do veículo aconteceu na fábrica da Toyota em São Bernardo do Campo, SP, e contou com a presença de Steve St.Angelo, CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil, Argentina e Venezuela e Rafael Chang, p residente da Toyota do Brasil e Venezuela, entre outros executivos.

O início da parceria entre a Toyota do Brasil e o Instituto Arte de Viver Bem aconteceu em 2012, quando a fabricante patrocinou um material de divulgação elaborado pela ONG a fim de conscientizar pacientes diagnosticados com câncer a respeito de seus direitos e benefícios de isenções fiscais para a aquisição de automóveis.

O sistema híbrido adotado pela Toyota no Prius combina dois motores diferentes para gerar movimento – um a combustão e outro elétrico, e é mundialmente reconhecido por sua excelência na redução de gases poluentes emitidos na atmosfera e pelo baixo consumo de combustível.

O motor elétrico não utiliza carga externa, mas funciona como um gerador que capta a energia cinética produzida pela frenagem e a transforma em energia elétrica, que fica armazenada na bateria do motor elétrico. Em um veículo comum, essa energia é dispensada em forma de calor.

Em baixas velocidades, somente o motor elétrico é acionado, enquanto o motor a combustão permanece desativado e não há consumo de combustível. Conforme a velocidade do carro aumenta ou é exigida maior força do veículo, como em uma subida, por exemplo, o motor a combustão é ativado e o sistema inteligente controla o uso dos dois motores simultaneamente. Quando comparado a um veículo convencional, o híbrido Prius emite cerca de 40% menos CO2, enquanto a economia de combustível do modelo, se confrontado com um carro de mesmo porte movido a gasolina, é de até 52% na cidade e 42% na estrada.

Desde o início das vendas do Prius no Brasil, em janeiro de 2013, 3.889 unidades do modelo foram comercializadas. Somente no último ano, o crescimento das vendas do híbrido se aproximou dos 400%. O acumulado de janeiro e fevereiro deste ano soma 385 unidades, quase 60% a mais que o total vendido no mesmo período de 2017.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemVendas do híbrido Prius da Toyota cresceu 60% no Brasil

Publicado no Verdesobrerodas



Por segs conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário