Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 27 de março de 2018

Tesla próximo de completar 200.000 carros elétricos vendidos nos EUA


Como todo lançamento, o foco do mix são as versões mais caras, que garantem maior rentabilidade. O lema vale para todas as marcas, inclusive a Tesla. Quando da apresentação do Model 3, Elon Musk prometera que a versão mais em conta do sedã elétrico não tardaria e “meados de 2018” seria a época de sua chegada, mas agora já se fala no final do ano.

Com preço sugerido de US$ 35.000, o pacote básico é o mais atrativo pelo preço, pois com os US$ 10.000 dos bônus federal e estadual, os clientes da Califórnia teriam o Model 3 por módicos US$ 25.000, um preço realmente muito competitivo. Porém, o foco é lucrar mais no início para compensar o investimento, então até o momento, cerca de 10 mil exemplares do modelo foram entregues, mas todos da versão completa, que custa em média US$ 50.000.

Além disso, a Tesla prometeu ainda que a versão AWD, que terá dois motores elétricos, seria lançada em 2018. Por ora, não se sabe se de fato essa opção estará disponível ainda esse ano. Para quem está na fila pela versão básica, o tempo corre contra. A marca americana está perto de completar 200.000 carros elétricos vendidos no mercado dos EUA e isso significa que o bônus federal de US$ 7.500 será gradativamente retirado após esse volume, o que significa que os clientes que reservaram a versão de acesso para obter US$ 25.000 de preço na Califórnia, podem acabar tendo que pagar mais por isso.

Após completo o volume, a Tesla terá direito ao bônus reduzido de US$ 3.750 por seis meses, sendo este cortado para US$ 1.875 após mais seis meses e depois encerrado completamente. O único alento é o desconto estadual, que na Califórnia é de US$ 2.500, mas em estados como o Oregon, o volume chega a US$ 5.000.

Com os atrasos na produção do Model 3, Elon Musk acaba emplacando mais Model S e X por conta da demanda, inclusive com incentivos para quem haja troca do modelo menor pelo maior. Nisso aumenta a rentabilidade vendendo os produtos mais caros, mas mesmo assim, a diferença nos emplacamentos não compensa o que a empresa espera e assim as metas continuam sem ser cumpridas.

Fora dos EUA, as primeiras unidades do Tesla Model 3 já começaram a ser enviadas, mas não é garantido regularidade na entrega, visto que Fremont vez por outra tem mais atrasos na produção dos carros devido ao complexo sistema de montagem robotizada criada por Elon Musk. O sedã é uma grande promessa no mercado automotivo, mas atrasos e defeitos de fabricação poderão leva-lo para um lugar não muito bom mais adiante…

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemTesla próximo de completar 200.000 carros elétricos vendidos nos EUA

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário