Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Toyota reduz 50% dos materiais raros na produção de motores elétricos

A Toyota revelou a construção de um novo centro de investigação e desenvolvimento de veículos que cumpram as regulamentações de preservação do meio ambiente. O local escolhido foi Shimoyama, no Japão, e as obras arrancam em março, num investimento total de 2.300 milhões de euros.

O projeto insere-se num plano de redução do impacto ambiental na construção de automóveis e uma grande aposta na produção de modelos elétricos. Uma das medidas foi reduzir o uso em 50% dos materiais raros da Terra, no fabrico dos motores elétricos. 

Segundo declarou à Bloomberg, foi desenvolvido um magneto para os motores que reduz o material neodímio pela metade, e substitui o térbio e o disprósio por lantânio e cério, que custam 20 vezes menos que o neodímio.

Os novos motores baseados no magneto podem ser utilizados em qualquer veículo de transmissão de energia elétrica. Em 2025, a Toyota pretende oferecer uma versão elétrica de cada veículo no seu alinhamento, dando resposta ao aumento da produção de carros elétricos e híbridos nos próximos anos.

A empresa prevê a inauguração do novo centro em 2019, mas apenas em 2023 é que começa o trabalho em grande escala. Segundo adiantou à Lusa, as novas instalações terão cerca de 650 hectares, repartindo-se em três áreas, escritórios e circuitos de testes que procuram simular as condições reais asfalto, tais como estradas, autoestradas e uma via montanhosa.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemToyota reduz 50% dos materiais raros na produção de motores elétricos

Publicado no Verdesobrerodas



Por SAPO Tek conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário