Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

DS7 Crossback da Citroën deverá ter versão eletrificada em 2019

Depois da sua apresentação em Paris, do lançamento da edição exclusiva La Première, da descida pelos Campos Elísios do Presidente da República Francesa, Emmanuel Macron, a bordo do DS7 Crossback e depois de um passeio pelas grandes cidades francesas e de todo o mundo, o primeiro SUV da marca de luxo da Citroën chega, finalmente, à rede de concessionários DS Automobiles (e aos novos clientes).
O destaque absoluto do DS7 Crossback é, naturalmente, a suspensão ativa com sistema de varredura que, graças a uma câmara montada próximo do limite superior do para brisas, “lê” a superfície da estrada imediatamente à frente, ajustando a dureza/suavidade dos amortecedores adaptativos com controlo eletrónico para possíveis impactos com lombas, buracos, depressões, enfim, tudo aquilo que se pode encontrar numa estrada. Este é um sistema que é proposto nas variantes de topo do DS7 Crossback e que a DS reclama ser uma novidade no segmento, mesmo que a Mercedes tenha algo semelhante no Magic Body Control, oferecido nos modelos de topo da casa germânica.

Para lá deste sistema bandeira do DS7 Crossback, a marca francesa do grupo PSA equipou o DS7 Crossback com sistema de alerta e manutenção do veículo na faixa de rodagem, “cruise control” adaptativo e faróis LED adaptativos, entre muito outro equipamento.

O DS7 Crossback conta com motores a gasolina e Diesel, ambos 1.6 litros. A versão Diesel debita 180 CV, a unidade a gasolina 225 CV. A caixa será uma unidade automática de 8 velocidades. Além destes existirão na gama mais duas unidades a gasolina (1.6 THP 180 CV e 1.2 PureTech 130 CV) e um 1.5 BlueHDI com 130 CV. Os motores menos potentes terão caixa manual de seis velocidades. Lá para 2019, a DS oferecerá uma variante híbrida Plug In denominada E-Tense. Terá um motor a gasolina com 200 CV e dois motores elétricos (um à frente e outro atrás) com 80 kW (cerca de 108 CV) o que permite uma potência combinada de 300 CV.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: DS7 Crossback da Citroën deverá ter versao eletrificada em 2019
Publicado no Verdesobrerodas

Por Automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário