Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Campeonato mundial de motos elétricas comecará no próximo ano

A MotoGP vai lançar, no próximo ano, um campeonato do mundo de motos elétricas. A apresentação, pela Federação Internacional de Motociclismo, aconteceu esta terça-feira.

O Campeonato do Mundo de Motos Elétricas, FIM Enel MotoE Worldcup, foi apresentado esta terça-feira em Roma, Itália. A competição pioneira irá arrancar no próximo ano, e à semelhança do que aconteceu com o campeonato de carros elétricos, deverá permitir o uso de um único modelo de mota, usado por todas as equipas.
Entrevistado no Almoço TSF, Vítor Martins, jornalista na revista REV Motorcycle Culture e comentador de Moto GP, afirma que já se sente a presença de várias marcas de motos elétricas em Portugal. "É uma moto interessante, com uma tecnologia bastante diferente e interessante", indicou Vítor Martins.

O especialista nota, no entanto, que o modelo apresenta "algumas limitações", por ser uma moto mais cara (tem um custo médio acima dos 70 mil euros) e mais pesada, mas também "em termos de autonomia e de locais de carga". "Quem não tiver uma garagem própria e não tiver um carregador por perto terá algumas dificuldades em poder carregá-la todos os dias".

Depois de vários anos de testes, começa agora "uma nova era" no motociclismo, segundo o presidente da Federação Internacional de Motociclismo (FIM). O novo campeonato terá provas durante os mesmos fins de semana do calendário MotoGP, para maximizar a visibilidade.

Antes do lançamento da temporada, a MotoE terá um primeiro teste no circuito de Jerez, Espanha, em fevereiro do próximo ano. Ao todo, vão estar em prova 18 motos, 14 divididas pelas sete equipas privadas da MotoGP e as restantes por quatro equipas sorteadas de Moto 2 e Moto 3.

O contrato para a competição foi assinado para os próximos três anos, seguindo a tendência no automobilismo, num altura em que também o campeonato do mundo de ralicrosse anunciou estar a planear a transição para uma competição elétrica até 2020.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Campeonato mundial de motos elétricas comecará no próximo ano
Publicado no Verdesobrerodas

Por TSF conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário