Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Vendas de VEs da Renault crescem mais de 128% em Portugal

O Grupo Renault em Portugal faz um balanço positivo do ano passado, assegurando que pelo 20.º ano consecutivo lideraram o mercado. 


Numa apresentação, em Lisboa, dia 17 de janeiro, Ricardo Oliveira, diretor de Comunicação e Imagem da Renault Portugal, adiantou que «com 260.654 unidades vendidas, o mercado automóvel português registou, em 2017, um crescimento de 7,6% em relação a 2016.
A Renault assegurou, em 2017, o 20.º ano consecutivo de liderança, com 37.785 unidades vendidas (incluindo passageiros e comerciais ligeiros), a que corresponde uma quota de mercado de 14,5%. O valor mais alto registado desde 2004».

A empresa «liderou ainda de forma confortável no mercado de veículos de passageiros, com 13,6% de quota de mercado (30.112 automóveis vendidos) e nos comerciais ligeiros (7.673 unidades vendidas) com uma quota de 19,9%». A Renault e a Dácia, juntos, obtiveram 17,1% de quota de mercado, o que corresponde ao melhor resultado desde o ano de 1989.

Os modelos Clio e Mégane foram os mais comercializados, colocando-se no primeiro e terceiro lugares da tabela dos mais vendidos em Portugal, sendo que o Mégane foi «líder no seu segmento». Ricardo Oliveira destacou ainda que «também no mercado de comerciais ligeiros, a Renault foi líder em 2017, com 7.673 unidades vendidas, a que correspondeu uma quota de mercado de 19,92%».

Os veículos elétricos têm sido uma aposta da marca e, em 2017, venderam 1.859 unidades, um crescimento de 128,7%. «A gama Renault Z.E. foi líder destacada de vendas, com as 860 unidades comercializadas (ZOE + Kangoo Z.E.), a representarem mais do que o total do volume de mercado registado em 2016 (813 unidades).»

A Dacia também registou um crescimento, conquistando mais 1,3% de quota de mercado, relativamente a 2016. «Com 6.900 unidades vendidas, (6.612 automóveis de passageiros e 288 comerciais ligeiros), a Dacia bateu um novo recorde de vendas, mas também de quota de mercado, com 2,7%. Números que permitiram assegurar um lugar no top-15 das marcas mais vendidas em Portugal: 14.ª posição.»
Segundo Fabrice Crevola, administrador-delegado da Renault Portugal, «o ano de 2017 foi um ano que fica para a história da marca, em Portugal. Não só porque atingimos os 20 anos consecutivos de liderança da marca Renault, mas porque o fizemos obtendo a melhor performance do Grupo dos últimos 28 anos. A Renault liderou em todos os mercados: nos automóveis de passageiros, nos comerciais ligeiros e nos automóveis 100% elétricos, onde quase um em cada dois elétricos vendidos em Portugal foi um Renault. A Renault foi também a marca que mais progrediu em quota de mercado e a Dacia a que mais cresceu em volume de vendas de todas as principais marcas existentes no nosso país».


Os resultados alcançados pelo Grupo Renault, em 2017, foram extensíveis ao Renault Retail Group. Com dois estabelecimentos em Lisboa (Renault Chelas e Renault Telheiras) e outros dois no Porto (Renault Boavista e Renault Gondomar), a subsidiária da Renault Portugal foi responsável por 29% das vendas totais da rede de concessionários.

A Cacia, a segunda maior fábrica do setor automóvel em Portugal em número de colaboradores (cerca de 1.400) «estabeleceu novos máximos de produção e de volume de negócios. Esta unidade, que fabrica caixas de velocidades, bombas de óleo e muitos outros componentes para cada um dos Renault produzidos no mundo, consolidou a sua posição no top-15 dos maiores exportadores nacionais».

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemVendas de VEs da Renault crescem mais de 128% em Portugal

Publicado no Verdesobrerodas



Por Transportes em Revista conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário