Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Startup portuguesa avança na mobilidade elétrica

A UOU bike tem inovações que tornam esta bicicleta um veículo mais abrangente e integrado nas redes de partilha das grandes cidades. 

A seguir Startups nacionais exploram oportunidades da mobilidade Mais vistas oia-416135_1920 viagens 102 viagens que todos devemos fazer uma vez na vida SirKazzio Ranking 20 milhões já seguem estes youtubers portugueses O Dinheiro Vivo reuniu os empregos onde se está menos exposto ao stress. 

Trabalho Sem stress. 10 profissões bem pagas e relaxadas pexels-photo-315638 Trabalho Seis empregos que não deverão existir daqui a 10 anos Bikesharing Nascida para navegar a onda da mobilidade do futuro, a UOU Mobility é mais um exemplo de uma startup portuguesa apostada em desenvolver soluções de mobilidade elétrica e, ao mesmo tempo, oferecer novas soluções para o turismo, considera a cofundadora, Isa Silva. 

A empresa de São João da Madeira começou por desenvolver um veículo bastante peculiar, em forma de ovo, ao serviço dos Correios de Portugal (CTT) na cidade de Aveiro, naquele que é conhecido como o projeto You. O próximo grande passo na vida desta jovem empresa assume a forma de uma bicicleta elétrica que tem como objetivo uma rede de partilha.  A UOU bike tem inovações que tornam esta bicicleta um veículo mais abrangente e integrado nas redes de partilha das grandes cidades. 

Destaca-se por ter um sensor que lhe permite não só analisar a qualidade do ar (em termos de CO2) mas também monitorizar a saúde do utilizador enquanto pedala, além de dispor de uma aplicação no smartphone que lhe oferece outras funcionalidades. O veículo da UOU Mobility tem uma solução integrada assente em GPS e GPRS que lhe permite ser “estacionada” de forma virtual. 

Pensada para ser eficiente e leve, com o quadro de alumínio e rodas com estrutura em magnésio.  O motor elétrico de 250 watts está integrado na roda traseira com um sensor de binário a avaliar de forma contínua o esforço do utilizador, ativando o motor elétrico auxiliar sempre que necessário. A UOU bike confia ainda nos seus sensores avançados para gerir a carga da bateria de iões de lítio, que, segundo a empresa, tem uma autonomia de 60 quilômetros.
 
VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemStartup portuguesa avança na mobilidade elétrica

Publicado no Verdesobrerodas



Por Dinheiro Vivo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário