Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Shenzhen é a primeira cidade a eletrificar toda a rede de transportes públicos

A primeira cidade do mundo a eletrificar toda a sua rede de transportes públicos coletivos é Shenzhen, na China. Com uma população de 12 milhões de pessoas na sua área metropolitana, Shenzhen foi das primeiras cidades chinesas a adotar medidas para reduzir a poluição causada pelo trânsito automóvel, promovendo a substituição rápida de transportes públicos movidos a combustíveis fósseis por veículos elétricos.
Os autocarros foram completamente substituídos no final do ano passado, e Shenzhen entrou em 2019 com nada menos que 16.539 automóveis elétricos em operação. Para garantir que estes vão poder estar em atividade o máximo de tempo possível, instalou mais 30 estações de carregamento para autocarros, para um total de 510, além de 8000 pontos individuais. Estas vão poder carregar a bateria de um autocarro em duas horas e servir 200 veículos de transporte público por dia.

As autoridades locais querem ir ainda mais longe. Ao substituir os autocarros a Diesel por elétricos, estima-se que vão poupar 345 mil toneladas de combustível por ano e reduzir as emissões anuais de dióxido de carbono em 1,35 milhões de toneladas. Mas a este número pode acrescentar-se 116 mil toneladas de combustível se a substituição da frota de táxis ficar completa já em 2018. Faltam apenas substituir 500 dos 12.518 táxis por automóveis elétricos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Shenzhen é a primeira cidade a eletrificar toda a rede de transportes públicos
Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor24PT conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário