Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 27 de janeiro de 2018

Portugal reforçar programa de incentivo para veículos 100% elétricos

Motas elétricas terão apoio de 400 euros ou de até 20% do valor de aquisição do veículo.

O Governo vai reforçar o programa de incentivo à compra de veículos totalmente elétricos em 2018. Além de atribuir um apoio direto à aquisição de automóveis de 2250 euros, o Fundo Ambiental vai passar a dar um ‘cheque’ para a aquisição de motas, de 400 euros ou de 20% do valor do veículo, adiantou esta sexta-feira o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes.
O apoio está limitado às primeiras mil unidades. “O incentivo aos automóveis vai manter-se nos mesmos moldes, ou seja, um incentivo à aquisição de 2250 euros por veículo. Em relação à novidade deste ano, dos ciclomotores elétricos, a ideia é que este incentivo tenha um limite de 400 euros ou de 20% do valor de aquisição do veículo“, referiu José Mendes em declarações aos jornalistas à margem do “warm up” da conferência de mobilidade Lisbon Mobi Summit, no auditório da sede da EDP, em Lisboa.
  
Tal como nos automóveis, os ‘cheques’ para compra de motas elétricas vão estar limitados às primeiras mil unidades. No caso dos veículos das duas rodas, o número “será claramente suficiente face às estatísticas de aquisição de anos anteriores”, defende José Mendes. No caso dos veículos de quatro rodas, os cheques atribuídos deverão ser insuficientes: em 2017, foram vendidos 1640 automóveis 100% elétricos e o mercado prevê que este número duplique em 2018.

O aviso para abertura das candidaturas a estes incentivos “está a ser fechado agora”, o que significa que “muito rapidamente será possível registar na plataforma os pedidos, que são retroativos ao início do ano”. Os incentivos à compra de motas elétricas foram introduzidos no Orçamento do Estado para 2018, depois de uma proposta apresentada pelo PAN, noticiou em novembro o Jornal de Negócios. Em 2017, houve o limite de um ‘cheque’ de 2250 euros para a compra de veículos elétricos para clientes particulares e de até cinco unidades para empresas.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Portugal reforçar programa de incentivo para veículos 100% elétricos
Publicado no Verdesobrerodas

Por DinheiroVivo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário