Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Modelos elétricos contribui para recorde de vendas da MB

A Mercedes-Benz Portugal atingiu em 2017 o seu melhor ano de sempre, com novo máximo de vendas da marca Mercedes-Benz e o segundo melhor ano da Smart.

A marca da estrela comercializou 16.273 automóveis no ano passado, registrando um crescimento de 6,3% face a 2016, garantindo uma quota de mercado de 7,3%, uma das maiores a nível Europeu.
Em Portugal, a Mercedes-Benz foi a 4ª classificada do ranking de vendas. O registo de 400 matrículas pela VW no último dia do ano terá roubado o último lugar no pódio à Mercedes-Benz, que fechou o ano 200 unidades abaixo da sua rival alemã.

Também a smart atingiu resultados extremamente positivos, com um crescimento de 3,0% face a 2016. No ano passado foram apresentados os novos modelos elétricos da marca, que contribuíram para este crescimento sustentável; em três meses foram comercializadas 137 smart electric drive.

No total, foram comercializadas 3.126 unidades smart, das quais 53% do modelo fortwo e 47% do Forfour, correspondendo a 1,4% de quota de mercado, a maior a nível mundial da marca. Por motores, 69% das vendas dizem respeito à opção de 90 cv e 28% à de 71 cv, sendo os restantes 3% relativos aos modelos de propulsão elétrica. Em 2018, a smart celebra 20 anos de existência tendo, até ao momento, mais de 63.270 unidades a circularem em Portugal e mais de 2 milhões a nível mundial.

Desde a chegada da smart a Portugal foram vendidas cerca de 40 mil unidades, o que significa que cerca de 23 mil dos modelos que circulam no país são importados. Bernardo Villa, diretor da marca em Portugal, confirmou ao automonitor que os usados importados da marca correspondem a cerca de 60% do volume de vendas em Portugal, através do canal oficial. A marca é sobretudo forte em Lisboa, onde faz 80% das suas vendas.

Lisboa é o maior mercado da Mercedes-Benz, com 40% das vendas, seguida do Porto com 30%. Entre os modelos Mercedes-Benz mais procurados a nível nacional destaque para o Classe A com 4.702 unidades comercializadas. Ainda no segmento compacto, o CLA e CLA Shooting Break somaram 2.261 unidades e a nova geração do GLA, lançada em março, de um contributo extra de 857 unidades comercializadas e um total de 1.179 unidades entregues.

Tudo somado, o segmento compacto da Mercedes-Benz vendeu 8.728 unidades em 2017, se incluirmos ainda o monovolume compacto Classe B. A família Classe E ficou completa em 2017 com a chegada do Coupé, da Station All-Terrain e do Cabriolet. No total, o volume de vendas desta gama, que inclui ainda os SUV CLS e GLE, atingiu as 2.258 unidades.

Ainda no segmento executivo, destaque para a limousine Classe S, alvo de um facelift, comercializou 98 unidades em apenas 4 meses. No total, o Classe S comercializou 168 unidades limousines (geração anterior e facelift), onze coupés e oito Cabriolets para um total de 187 unidades entregues a clientes.

A Mercedes-AMG continuou a sua forte ofensiva com a chegada, em abril de 2017, de mais um modelo ao mercado– o AMG GT Roadster – e no verão do AMG GT R. No total, até dezembro de 2017 foram comercializados 151 modelos AMG, o maior volume de sempre em Portugal e um crescimento de 25% face ao ano anterior. A oferta será ainda maior para 2018 com a chegada no final do ano do AMG GT, na versão 4 portas, bem como do facelift do Classe C, Classe S Coupé e Cabriolet mas também do novo Classe A.

Somados os 1228 comerciais ligeiros e os 724 pesados de passageiros e de mercadorias, a Mercedes-Benz Portugal vendeu em 2017, um total de 21.946 veículos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemModelos elétricos contribui para recorde de vendas da MB

Publicado no Verdesobrerodas



Por automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário