Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Ford dobra investimentos em veículos elétricos

Montadora americana anuncia lançamento de 40 modelos elétricos ou híbridos nos próximos anos. 

Fabricante aposta em veículos populares da marca para que transição energética seja bem-sucedida.

A Ford vai mais que dobrar seus investimentos em veículos elétricos, para 11 bilhões de dólares até 2022, e planeja lançar 40 modelos híbridos ou completamente elétricos, disse o presidente da empresa, Bill Ford, domingo (14/01). Anteriormente, os investimentos anunciados haviam sido de 4,5 bilhões de dólares até 2020.

Em outubro do ano passado, o executivo-chefe da Ford, Jim Hackett, disse a investidores que a montadora iria cortar custos no valor de 14 bilhões de dólares ao longo dos próximos cinco anos e deslocar o investimento de capital em sedans e motores de combustão interna para o desenvolvimento de mais caminhões e carros híbridos ou elétricos. 

Dos 40 veículos elétricos que a Ford planeja introduzir em sua linha global até 2022, 16 serão completamente elétricos. Os demais serão híbridos plug-in - automóveis com um motor elétrico e um de apoio movido a combustão e cuja bateria pode ser carregada ao ser ligada na tomada. Uma versão híbrida da famosa pickup F-150, por exemplo, deve ser lançada em 2020. "Estamos pegando nossos veículos mainstream, nossos veículos mais icônicos, e eletrificando-os", disse Ford a repórteres no Salão do Automóvel de Detroit. "Se queremos ser bem-sucedidos com a eletrificação, temos que fazer isso com veículos que já são populares." 
General Motors, Toyota e Volkswagen também já anunciaram planos agressivos para expandir suas ofertas de veículos elétricos e atrair consumidores que querem luxo, desempenho ou um estilo SUV - ou todos os três atributos no mesmo carro. 

Grandes montadoras estão reagindo em parte à pressão de reguladores do setor na China, na Europa e na Califórnia para reduzir as emissões provocadas por combustíveis fósseis. Elas também estão sendo pressionadas pela fabricante americana Tesla, que criou com sucesso sedans e SUVs elétricos. 

China, Índia, França e Reino Unido anunciaram planos para eliminar gradativamente veículos movidos por motores a combustão e combustíveis fósseis entre 2030 e 2040.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemFord dobra investimentos em veículos elétricos

Publicado no Verdesobrerodas



Por Terra Brasil conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário