Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Satc apresenta modelo Inowattis elétrico

A Satc criou o Núcleo de Mobilidade Elétrica (NME) que irá pesquisar e desenvolver dispositivos de locomoção movidos a eletricidade. No momento, um carro, um quadriciclo e uma cadeira de rodas estão sendo montados nos laboratórios da instituição dentro das atividades do núcleo. Na última quinta-feira, dia 21, foi apresentado o carro elétrico Inowattis. 

“Estes são os projetos que o núcleo abraçou por já estarem sendo realizados aqui na Satc.
Mas outros devem surgir, não importa o veículo”, informou André Abelardo Tavares, coordenador do curso de Engenharia Elétrica e do NME.
A criação do Núcleo de Mobilidade Elétrica envolve estudantes, professores e disciplinas dos cursos de Engenharia Elétrica, Computação, Mecânica, Mecatrônica e Química na parte de pesquisa e produção, os cursos técnicos de Eletrotécnica, Mecânica e Manutenção Automotiva, na produção, e Design, Publicidade e Propaganda e Jornalismo no desenvolvimento da identidade visual e divulgação dos trabalhos.

“A maioria das ciências foram compartimentalizadas, mas a construção de um veículo, obrigatoriamente, precisa da união de vários conhecimentos. E algo que a Satc está cada vez mais investindo é em metodologias ativas. Este núcleo então vem ao encontro desta nova maneira de ensinar e aprender, que é juntar vários conhecimentos para produzir algo novo. E o objetivo final deste projeto é que o acadêmico saia com um processo de aprendizagem mais eficiente”, contou o diretor da Satc, Carlos Antônio Ferreira.

Aproximadamente 30 pessoas entre professores e estudantes participaram de forma direta no projeto, com orçamento inicial de R$ 60 mil. A Satc adquiriu um Ford Ka e fez a conversão para elétrico. “Há toda uma interface de eletrônica que precisa ser adaptada do motor de combustão para o elétrico”, explicou André Tavares.
A Itaipu Binacional, parceira no desenvolvimento do veículo, doou dois kits de carro elétrico (motores e fios) para mais estudos e experimentos. Como parte do desenvolvimento do veículo, os professores e acadêmicos se debruçaram sobre a conversão do sistema de tração, com dimensão e definição de componentes elétricos e mecânicos, como motor, carregador e baterias, além da montagem e acoplamentos.


Presente no lançamento do veículo, o presidente da Acic, César Smielevski, ressaltou o espírito de vanguarda da Satc. “As grandes montadoras do mundo seguem por esse caminho. Essa atitude da Satc é ousada porque encaminha professores e alunos para o futuro”, afirmou.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Satc apresenta modelo Inowattis elétrico
Publicado no Verdesobrerodas


Por Engeplus conteúdo

Um comentário:

  1. Prezados,

    Quero converter um veículo movido a combustível fóssil para elétrico, mas tenho algumas dúvidas:

    - posso converter um veículo de câmbio automático?
    - tem algum óbice jurídico? Precisa alterar no DETRAN?
    - qual o peso que o veículo ganha?
    - qual a voltagem?
    - é fácil de carregar?
    - é possível converter para uma autonomia de 1000 KM?
    - a parte de combustão é preservada ou retirada?
    - quanto tempo leva para conversão?
    - módulo e bateria são a prova d'água?
    - quanto custa para transformar um carro sedan pequeno? e uma SUV?
    - onde fica a oficina para visita?

    ResponderExcluir