Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 30 de dezembro de 2017

Elétricos da família EQ da MB ocuparão espaço deixado pelo classe C

A Mercedes-Benz conta com um centro produtivo em Vance, no Alabama, e de suas linhas de produção saia desde o ano 1997 o M Class e desde o ano 2014 produz a geração atual do C Class.

Desde que chegou ao mercado em 1999, o sedan médio da Mercedes-Benz é um dos modelos mais vendidos nos Estados Unidos. 

E apesar de sua boa saúde comercial, parece que sai mais barato para a marca alemã fabricá-lo fora do país. Isso é o que se conclui de uma informação obtida pelo pessoal do Autonews, em que explica que a capacidade produtiva deixada pelo C Class será ocupada pelos novos modelos elétricos da família EQ.

Britta Seeger, Diretora de Vendas Globais da Mercedes-Benz Automóveis, comentou com um “veremos” sobre as possibilidades de que a próxima geração do C Class seja fabricada nos EUA. O que a alemã confirmou em uma entrevista posterior, é que o mais importante para a empresa é garantir a produção da família EQ nos Estados Unidos, pois a mobilidade elétrica terá que ser regional para evitar impostos e custos logísticos e de transporte desnecessários.

A data que a Mercedes-Benz fixou no calendário para o lançamento comercial da família EQ é o ano de 2020. Para atualizar a planta do Alabama, terá que ser feito um investimento de 1 bilhão de dólares, pois será necessário atualizar as linhas produtivas, grande parte das máquinas e o treinamento do pessoal de fábrica. Com essa melhoria, a marca da estrela espera que a partir deste centro produtivo saiam mais de 300 mil unidades elétricas até 2025, representando, portanto, até 25% das vendas globais da linha EQ.

O relevante é que a próxima geração do Mercedes-Benz C Class poderá deixar os Estados Unidos. No entanto, essa situação não será problema para as plantas que também fabricam o modelo na Alemanha, no Brasil e na África do Sul, que acolherão com os braços abertos sua fabricação. Dentro de um ano saberemos o que acontecerá com o modelo e se realmente abandonará os EUA.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemElétricos da família EQ da MB ocuparão espaço deixado pelo classe C

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário