Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

domingo, 10 de dezembro de 2017

BMW planeja 19 modelos eletrificados até 2025

Até onze modelos elétricos e oito híbridos plug-in. Esse é o número de veículos que a BMW planeja lançar até 2025 equipados com a quinta geração do seu sistema de propulsão elétrica eDrive, uma ofensiva que começará em 2019.

Os dois primeiros modelos a chegar serão o MINI e o iX3, a versão 100% elétrica do novo BMW X3, e os dois contarão com um powertrain elétrico completamente novo, muito mais sofisticado e que em um formato mais compacto, integra o motor elétrico, a transmissão e a eletrônica de potência.

O fabricante alemão concebeu esse conjunto para ser completamente escalável - pode ser montado em diferentes tipos de modelos e segmentos - em uma nova estratégia que gira em torno da arquitetura CLAR que se mantém, mas a UKL de tração dianteira recebe uma mudança maior passando a denominar-se FAAR, oferecendo três formas de propulsão: motores a combustão, híbridos plug-in e propulsão elétrica.

A BMW, que já anunciou que fabricará suas próprias baterias, projetou-as de uma forma modular - de tamanho maior para os modelos X e menores em turismos - oferecendo três níveis de potência, com 60 kWh, 90 kWh e 120 kWh, o que se traduz em três níveis de autonomia, com 450, 550 e 700 quilômetros.

Levar esses níveis de potência à linha atual de modelos da BMW supõe que o nível mais básico de 60 kWh equipará os compactos e a versão 30e da nova Série 3, enquanto que o segundo nível de 90 kW e 550 quilômetros será oferecido nas Série 5 e Série 7, deixando a versão mais potente para os modelos mais exclusivos da linha nas versões 50e. 


Do mesmo modo, a estratégia apresenta quatro níveis de potência para os motores elétricos divididos em duas categorias, uma básica e outra mais focada no desempenho, de forma que na primeira categoria de ‘BEV Entry’ teremos potencias de 100 kW e 190 kW (equivalendo a 134 e 255 cv) e no nível superior ‘BEV Performance’, de 250 kW e mais de 300 kW, que em um motor a combustão equivalem a 335 e 402 cv, respectivamente.

A combinação desses motores com diferentes potências depende do tipo de modelo e sua configuração. Os engenheiros da BMW adaptaram o trem de potência para ser montado diretamente no eixo dianteiro ou traseiro, dependendo se for um modelo da MINI ou dos BMW Série 1 e Série 2. No caso destes, poderá utilizar o motor elétrico com potências de 100 kW ou 190 kW, enquanto que a partir da Série 3 o compacto conjunto elétrico será montado diretamente sobre o eixo traseiro utilizando os níveis superiores de 250 kW e mais de 300 kW.

Essa configuração foi projetada para os modelos elétricos de volume - como os compactos, a Série 3 e a Série 5, incluindo os X - e poderão ser oferecidos também com tração total xDrive, mas nesse caso o fabricante não informou qual conjunto elétrico será montado no eixo dianteiro.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemBMW planeja 19 modelos eletrificados até 2025

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário