Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 25 de novembro de 2017

Veículos eletrificados quer toma conta do mercado

Muito se fala dos carros elétricos e até mesmo o hidrogênio tenta ganhar algum destaque nessa nova onda verde que toma conta do mercado e da indústria automotiva. Claro, não poderiam faltar os híbridos, mas lá fora, os plug-in agora ganham mais força, pois as novas regras de emissão, em especial na Europa, ditam a entrada em larga escala desse tipo de veículo.

No entanto, a engenharia automotiva – dentro e fora dos fabricantes – também não descansa e busca uma solução barata, rápida e simples de fazer. Nesse caso, surge o “micro-híbrido” ou híbrido leve”. A tecnologia não é nova e já foi vista em vários carros, inclusive avaliados até pelos chineses. No entanto, é o sistema elétrico de 48V que fica em evidência nessa mudança.

Até o momento, diferentemente das outras tecnologias citadas acima, apenas a minivan Renault Scénic Hybrid é o único produto com esse sistema em comercialização. Para os fabricantes, essa alternativa ao híbrido comum e ao plug-in, ambos mais caros, é válida. Uma das montadoras que testam o sistema elétrico de 48V é a Volkswagen, que exibiu protótipos do chamado Golf 1.5 TSI MHEV para parte da imprensa europeia.

Para a montadora de Wolfsburg, o híbrido leve com 48V é a solução mais barata para atender aos novos parâmetros de emissão de poluentes na Europa, a partir de 2021. No Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV, assim como em outros, a vantagem é que o Start&Stop deixa de ser apenas um religamento automático do motor para se tornar um segundo propulsor, mas não de forma completa. Ele apenas ajuda a reduzir o turbo lag, regenera energia e reduz o esforço do motor no dia a dia, gerando economia e menor emissão.

Com um sistema de 48 volts, que substitui a bateria de 12 volts, a nova célula mantém praticamente o mesmo tamanho, mas possui uma capacidade maior de acumular e recuperar energia. Todo o conjunto é menos complexo que um híbrido comum e, portanto, mais barato. No caso do Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV, a marca estuda duas opções: uma normal e outra, batizada de Plus.

No primeiro, o Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV emprega o motor 1.5 TSI com 150 cv e 25,5 kgfm. Estima-se que ele não terá alterações na versão de produção, o que ajuda a evitar mais gastos. Junto dele, um pequeno motor/gerador elétrico de 10 cv assume as saídas brevemente e recupera energia nas desacelerações, carregando a bateria de 48V, que utiliza a carga para acionar o próprio propulsor de arranque. Junto com eles, uma nova caixa de dupla embreagem DSG tipo DQ381 com sete marchas.

No caso do Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV Plus, existe a adição de um segundo motor elétrico que pode mover as rodas traseiras, mas não com a mesma força de um sistema 4Motion, por exemplo. Nesse caso são 36 cv a mais, que são usados para melhorar a dinâmica de condução em curvas e dar mais conforto e controle ao motorista. Ainda assim, esse pequeno motor elétrico permite uso em off-road com certa eficiência para ajudar na tração em terrenos ruins, conforme demonstrado por um Tiguan MHEV Plus.

Além disso, essa versão permite que haja recuperação energética com o motor 1.5 TSI desligado, diferente da mesma condição na versão normal. A gestão de trabalho conjunto dos propulsores deverá ser suave e eficiente na versão final. Estima-se uma economia de quase 3 km/litro em média. No geral, o MHEV tem consumo estimado em 20,6 km/litro.

Não foram reveladas aceleração de 0 a 100 km/h e nem emissão de CO2. Sabe-se que a busca não é por performance, mas com equilíbrio, conforto ao dirigir e eficiência. Então não deve ser muito diferente em desempenho numa comparação com a versão 1.5 TSI DSG comum. A expectativa é que as vendas comecem em 2019.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemVeículos eletrificados quer toma conta do mercado

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário