Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Seguradoras especificam critérios para assegurar veículos autônomos

Com a aguardada chegada dos veículos capazes de assumir todas as funções da condução, uma das grandes dúvidas tem a ver com a atribuição das culpas nos acidentes em que estes carros se envolvam.

Na última semana o Reino Unido tornou-se num dos primeiros países do mundo a definir os critérios de atribuição das culpas em caso de acidentes envolvendo veículos autônomos. 

Agora surgiu a resposta por parte das seguradoras a esta novidade, incluída na “Automated and Eletric Vehicles Bill” que obriga também as gasolineiras a expandir a oferta de postos de carregamento para veículos elétricos. As empresas responsáveis pelas compensações em caso de acidentes rodoviários especificaram os 10 critérios que consideram ser necessário cumprir para que elas possam fornecer seguros automóveis para os veículos autônomos. Esta dezena de pressupostos pode ser encontrada na galeria de imagens.

De referir ainda que, logo na apresentação desta legislação foram indicadas duas situações em que as seguradoras estão automaticamente ilibadas de acidentes em viaturas não-tripuladas. O primeiro caso é quando o condutor não faz as necessárias atualizações ao seu automóvel (o que pode significar, por exemplo, mapas desatualizados). Outra situação, mais grave, em que os seguros não fazem compensações, é quando os condutores alterem o software dos seus veículos autônomos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSeguradoras especificam critérios para assegurar veículos autônomos

Publicado no Verdesobrerodas



Por motor24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário