Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Baterias que conseguem dar uma autonomia de até 800 km

É uma promessa que promete revolucionar o segmento dos carros elétricos: baterias que conseguem dar uma autonomia de até 800 quilômetros e que podem ser recarregadas em menos de 60 segundos. 

Recorde-se que o Model S 100D, da Tesla, consegue andar cerca de 540 quilômetros e que a bateria demora cerca de meia hora a recarregar numa das estações Supercharger da empresa.

As baterias solid-state prometidas pela Fisker só devem estar prontas para produção em série em 2023, pelo que os primeiros carros a usar esta tecnologia ainda devem demorar alguns anos a chegar. A Fisker alega que este tipo de baterias é mais capaz de armazenar energia e permite carregamentos mais rápidos face às tradicionais baterias de iões de lítio, dizendo ainda que podem ser usadas em tudo desde smartphones a carros.

O feito de uma maior autonomia e menos tempo de carga é possível porque a equipa conseguiu ultrapassar alguns dos desafios já conhecidos desta tecnologia: baixa densidade de corrente e funcionalidade limitada em ambientes de temperaturas extremas, noticia o Mashable.

A empresa explica ainda que está a trabalhar em diversas frentes com parceiros para integrar este tipo de baterias, não descartando o potencial desta novidade poder aparecer em outros equipamentos que não veículos muito antes de 2023.

O primeiro veículo da Fisker é o EMotion, um sedan que deve ser apresentado na CES, em janeiro.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemBaterias que conseguem dar uma autonomia de até 800 km

Publicado no Verdesobrerodas



Por Exame Informática conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário