Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 28 de outubro de 2017

SUV elétrico da Audi chegará no proximo ano

O primeiro modelo totalmente elétrico da Audi vai chegar já no próximo ano. É um SUV inédito e as suas linhas até já foram antecipadas por um protótipo, mas o que se conhece menos é o seu berço: uma fábrica exclusiva e, também ela, sem precedentes. Dá pelo nome de “e-factory” e fica em Bruxelas.

Antes da revolução na estrada, a transformação nos bastidores: o primeiro automóvel elétrico da Audi, um SUV com base no e-tron quattro concept e com lançamento marcado para o próximo ano, vai nascer numa fábrica exclusiva e inteiramente dedicada a este tipo de tecnologia. A marca chama-lhe “e-factory”, uma unidade que resulta de uma total reformulação da unidade industrial de Bruxelas, de onde, até há pouco tempo, saiam modelos como o A1.

Se há uma coisa que, desde já, a eletrificação trouxe para o mundo automóvel foi a visibilidade das suas unidades fabris. E o caso não será para menos porque estamos perante um mundo totalmente novo no plano da engenharia industrial:  os carros elétricos implicam linhas de produção completamente distintas, onde os propulsores elétricos tomam o lugar dos motores a combustão; onde as baterias destronam os “obsoletos” depósitos de combustível. Um universo no qual os funcionários ganham novas especializações.

Numa era em que o léxico do momento passou a contar com palavras-chave como “megafábrica”, a Audi parece não resistir à provocação: “ser o melhor não implica necessariamente ser o primeiro” – lê-se nas informações oficiais da marca sobre a sua “e-factory” de Bruxelas. Esclarecedor…

A e-factory vai começar a lançar as suas primeiras unidades em 2018, com o primeiro SUV elétrico de tração integral, e Bertram Günter, responsável pelo departamento de produção, explica que se trata de “uma missão totalmente nova” e mais ambiciosa do que uma convencional fábrica: “Estamos a transformar a unidade de Bruxelas num centro de competência para a mobilidade elétrica dentro do Grupo Audi”.

E como se planifica isto tudo? Günter sublinha que a fábrica belga reúne características que fazem dela um local ideal para esta visão: “Vamos manter exatamente o mesmo número de trabalhadores que produziam o A1 em dois turnos. Como o SUV elétrico tem maior complexidade e conteúdo de fabricação que o A1, a força de produção continuará a operar na sua capacidade plena”.
  
Christian Allmann, especialista de baterias da equipa de Günther, detalha: “Um dos novos aspetos do SUV elétrico é a integração total da bateria na estrutura do carro, o que se traduz num design com um grau extremamente elevado de segurança, bem como um tipo de precisão na montagem com o qual estamos a estabelecer novos padrões na indústria”. Para o projeto do SUV e-tron quattro, a Audi desenvolveu toda uma nova geração de tecnologias de produção, incluindo um inédito sistema de montagem automática das baterias nos apoios existentes na estrutura do veículo.

O e-tron quattro, recorde-se, vai adotar a plataforma MEB, a primeira concebida especificamente para carros elétricos. Toda a arquitetura foi concebida para acomodar motores compactos e baterias de elevado rendimento, as quais são desenhadas de forma plana e integradas ao longo do piso do veículo, permitindo libertar mais espaço no habitáculo e, ainda, um comportamento dinâmico mais eficiente.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSUV elétrico da Audi chegará no proximo ano

Publicado no Verdesobrerodas



Por automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário