Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Nissan mostra elétrico Serena em Tokyo

A Nissan revelou em Tokyo o Serena e-Power. O monovolume japonês com seis lugares se beneficia da tecnologia elétrica estreada pelo Nissan Note. O fabricante segue apostando por esse sistema elétrico de autonomia estendida criado a partir de sua experiência colhida com o desenvolvimento do Nissan LEAF.

O Nissan Serena já é conhecido por sua grande habitabilidade e seu conforto em marcha. Agora, com a tecnologia e-Power, a Nissan espera alcançar um novo nível de desempenho e eficiência. Além disso, essa versão também estará equipada com a última versão do sistema ProPilot. Sua comercialização terá início no Japão a partir do segundo trimestre do próximo ano de 2018.

Esteticamente, o Serena e-Power se diferencia de uma versão convencional graças a vários detalhes como o emblema da marca em cor azul, lanternas traseiras com tecnologia LED e as rodas de alumínio com um desenho específico e mais aerodinâmico. No habitáculo também surgem detalhes na cor azul, especialmente nos bancos.

A tecnologia e-Power da Nissan toma emprestada a experiência colhida no mercado dos veículos 100% elétricos. Trata-se de uma ideia similar à do BMW i3 REX, um carro elétrico que, além de seu pacote de baterias e motor elétrico, conta com um pequeno motor a gasolina que permite incrementar a autonomia disponível de forma considerável.

O motor elétrico é o encarregado de mover as rodas, enquanto que o de combustão funciona unicamente como um gerador de energia recarregando continuamente as baterias do carro. Em relação a um híbrido convencional, a diferença é notável, já que nesse caso, ambos os motores trabalham de forma solidária e se alternam para mover as rodas.

Não é necessário buscar um ponto de recarga, já que se utiliza a gasolina armazenada no tanque de combustível. Além disso, quando o motor a combustão não está em funcionamento, é possível desfrutar das vantagens oferecidas por qualquer veículo elétrico de bateria ao circular, ou seja, a ausência de ruídos e vibrações.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemNissan rostra elétrico Serena em Tokyo

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário