Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Cresce interesse por carro elétrico em Portugal

Marcada para hoje está a inauguração do primeiro posto de carregamento elétrico na 2ª Circular, em Lisboa, uma zona de elevada afluência rodoviária.

Entre janeiro e julho de 2017, 1785 utilizadores de veículos elétricos realizaram 4219 carregamentos na rede de 10 postos que a EDP detém em Portugal, seis dos quais em parceria com a Repsol.
No mês de julho estes dois indicadores bateram recordes, com o número de carregamentos a chegar aos 1101 (quando em janeiro era de apenas 160) e o número de utilizadores a situar-se nos 443 (contra os 79 registados no início do ano). 

De acordo com os números divulgados pela EDP, nos primeiros sete meses deste ano foram carregados 48.582 kWh de energia na rede de carregadores de veículos elétricos, tendo sido atingido em julho um recorde de 13.200 kWh, um aumento de 600% face a janeiro (1.947 kWh). O que significa que, em média, em cada abastecimento foi carregada 12 kWh de energia e que cada utilizador carregou, também em média, 27 kWh. Marcada para hoje está a inauguração do primeiro posto de carregamento elétrico na 2ª Circular, em Lisboa, uma zona de elevada afluência rodoviária. De acordo com a EDP e a Repsol, a instalação deste novo posto, integrado na rede Mobi.e, dá seguimento à estratégia de expansão da rede de carregadores rápidos, aumentando para seis o número total de postos instalados através da parceria entre as duas empresas. 

Quanto à localização, a 2ª Circular, dizem as empresas em comunicado que “foi escolhida para oferecer aos utilizadores o primeiro ponto de paragem para carregamentos elétricos numa das principais vias de escoamento de tráfego na cidade de Lisboa”. Além do novo posto na 2ª Circular, localizado na estação de serviço da Repsol junto ao Aeroporto, no sentido Sul/Norte, esta parceria já resultou na abertura de quatro postos de carregamento rápido na A1, em Leiria e em Antuã, permitindo que a maioria dos veículos elétricos possa, com uma só paragem, fazer a ligação entre as duas maiores cidades do país. A EDP e a Repsol detêm ainda um posto na cidade de Évora.

 Desde a inauguração destes cinco postos EDP/Repsol, os abastecimentos de veículos elétricos aumentaram substancialmente, culminando em julho com 7587 kWh de energia carregada – um aumento superior a 400% face ao primeiro mês de 2017. Na rede EDP que, além dos seis postos em parceria com a Repsol detém ainda outros quatro postos de carregamento rápido em cidades (Valença, Viana do Castelo, Vila Real e Aveiro), os carregamentos entre janeiro e julho atingiram 48.582 kWh de energia, repartidos por um total de 1785 utilizadores. Revelam os dados de utilização da rede de carregadores elétricos que os postos são usados sobretudo durante o dia, com o consumo diurno a pesar 78% do total. Os postos com maior número de carregamentos são os de Viana do Castelo e Antuã (na A1, sentido sul-norte). 

A energia carregada nos quatro postos localizados na A1 (em Leiria e Antuã, em ambos os sentidos), pesa cerca de 50% do total, com 70% do número de utilizadores. Ou seja, a esmagadora maioria dos utilizadores de carros elétricos faz o carregamento das baterias em viagem, na autoestrada. Nestes primeiros sete meses do ano, a poupança de CO2 fruto do abastecimento de veículos elétricos nestes postos alcançou 32.149 kg. A EDP disponibiliza pontos de carregamento domésticos que pode ser pagos em 24 mensalidades, tarifários de energia com desconto à noite para carregar os veículos elétricos e criou parcerias com 13 fabricantes de automóveis.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemCresce interesse por carro elétrico em Portugal

Publicado no Verdesobrerodas



Por Dinheiro Vivo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário