Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Superesportivo elétrico faz de 0 à 100 em apenas 2 segundos

No Salão de Frankfurt 2017 será apresentado pela primeira vez o novo projeto Aspark. Trata-se de uma iniciativa japonesa que está desenvolvendo um novo superesportivo elétrico, que como muitos outros, promete um desempenho de perder o fôlego, com uma aceleração de 0 a 100 km/h anunciada abaixo dos 2 segundos. Não foi especificado o número exato.

O modelo em questão recebe o nome de Aspark Owl e a única coisa que se sabe é que o carro é fabricado completamente em fibra de carbono, embora disponha de um chassi tubular e conta com rodas de liga leve de magnésio.

O projeto nasceu em 2014 e até agora esteve em desenvolvimento, e será revelado no Salão de Frankfurt e, portanto, será sua primeira aparição pública. A marca revelou algumas imagens do modelo, alguns ‘renders’ do aspecto final do esportivo e algumas fotografias tomadas durante seu desenvolvimento, e por seu aspecto, parece ter sido estudado em um túnel de vento, pois parece mais um modelo da WEC do que um esportivo de rua para uso diário.

Por enquanto, não se sabe se o carro que a marca apresentará em Frankfurt será o modelo definitivo ou um concept, e se este será um veículo funcional ou não. No vídeo abaixo podemos ver uma parte dos testes do modelo, onde utilizam um chassi tubular totalmente despido, mas que permite ter uma ideia da capacidade de aceleração do modelo.

Dando uma olhada nas imagens do modelo, podemos ver como conta com um pequeno habitáculo de dois lugares centrado em uma agressiva carroceria, arrematada por um proeminente aerofólio traseiro. As portas são de abertura vertical, tipo asas de gaivota e na traseira é possível perceber que o modelo não conta com o vidro traseiro, apesar de que a superfície lateral envidraçada chegue bem atrás.

O modelo é realmente baixo, e a marca afirma que apresenta somente 99 centímetros de altura, o que sugere que deve contar com um centro de massas realmente baixo, o que resultará positivamente em suas capacidades dinâmicas.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSuperesportivo elétrico faz de 0 à 100 em apenas 2 segundos

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário