Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Porsche mostra modelo 100% elétrico em Frankfurt

Daqui por uns anos, quando recordarmos o Salão de Frankfurt 2017, vamos certamente recordar-nos das juras de «amor eterno» feitas pelas marcas às soluções elétricas. 

Há muitos anos que os principais construtores começaram este namoro, mas só agora é que começam a surgir os primeiros sinais de verdadeiro compromisso. Já não são só promessas de adolescentes.

As soluções elétricas chegaram finalmente a um nível de maturidade suficiente para os construtores mundiais começarem olhar com “outros olhos” para os veículos 100% elétricos. Há finalmente datas e objetivos concretos em cima da mesa.  A Porsche foi uma das marcas que voltou a vincar esse compromisso com os automóveis 100% elétricos. Mas podemos mencionar outros construtores com a Volkswagen, a Audi, a BMW, a Mercedes-Benz e até a “pequena” Smart.

Oliver Blume, Chairman da Porsche, afirmou que em 2023 é objetivo da marca é que 50% dos Porsche produzidos sejam 100% elétricos. O primeiro modelo dessa ofensiva será o Porsche Mission E, que chega ao mercado já em 2019 e terá um preço aproximado da versão base do Porsche Panamera. Para a Porsche, é o regresso a um namoro de adolescência. O primeiro Porsche da história foi na verdade um veículo 100% elétrico – uma história a que nós prometemos voltar em breve.

Em termos estéticos, Oliver Blume é categórico. “Já terminámos o desenho. A versão de produção do Porsche Mission E é muito próxima do concept apresentado há uns anos [2015]”, disse em declarações à Car Magazine. Por dentro, as diferenças deverão ser mais notórias face ao concept. É de esperar que o Mission E seja responsável por estrear algumas das tecnologias de infoentretenimento de próxima geração da Porsche: um sistema de comandos por gestos mais avançado e até hologramas. Veremos…

Em termos de preço, já vimos que o Mission E vai equiparar-se ao Panamera. E quanto à performance, tem argumentos? Quanto à performance a Porsche fala em menos de 3.5 segundos dos 0-100 km/h e menos de 12 segundos dos 0-200km/h. A velocidade será superior a 250 km/h. Bons argumentos, não acham?

Em termos de motores, o Porsche Mission E recorrerá a duas máquinas elétricas (uma por eixo), oferecendo assim tração integral. Do Porsche 911 será herdado o sistema de quatro rodas direcionais para um comportamento dinâmico «à Porsche». Para ajudar a baixar o centro de gravidade as baterias estão situadas na base do chassis. Haverá várias versões do Porsche Mission E: S, GTS, etc. Ok… é um Porsche.

Não sabemos se era conversa fiada ou não, mas há uns tempos o agora CEO da Volkswagen, Matthias Mueller, afirmou que “sem o programa desportivo do Porsche 919, não teríamos desenvolvido o Mission E tão rapidamente”. Assumindo que é verdade (faz sentido…), foi graças ao seu programa de Le Mans que a marca que se conseguiu dar um boost ao seu conhecimento em termos de soluções elétricas. De acordo com a marca, o Mission E conseguirá carregar as baterias para 400 km (80% da carga total) em apenas 1/4 de hora. A autonomia total será de 500 km.

O Mission E servirá de elo de ligação entre o 911 e o Panamera, preenchendo um espaço vazio que atualmente existe na gama do construtor alemão. Oferecerá portanto um compromisso de performance, espaço e conforto entre estes dois modelos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemPorsche mostra modelo 100% elétrico em Frankfurt

Publicado no Verdesobrerodas



Por Razão Automóvel conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário