Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Moçambique aprova exploração de mineral para bateria de VE

Moçambique aprovou na terça-feira o contrato para a exploração do maior depósito de grafite do mundo, em Balama, província de Cabo Delgado, mineral que deverá ser usado em baterias de carros elétricos, anunciou a empresa concessionária. 

A firma explica que a procura por grafite está em alta a nível mundial por ser um componente usado em baterias, numa altura em que o mercado de automóveis movidos a eletricidade e outros produtos elétricos está em expansão.
A Syrah aposta na extração e processamento para obter "grafite esférica revestida", um produto processado de "alto valor", usado para conduzir eletricidade em baterias de lítio.

Neste contexto, a mina de Balama será "a principal produtora mundial de grafite de alta pureza", destaca. "A produção de Balama é direcionada para fornecer mercados tradicionais de grafite industrial e mercados emergentes de tecnologia", sendo que a Syrah "concluiu com sucesso um extenso trabalho de teste de certificação com vários produtores de baterias para o uso de grafite esférica de Balama". A empresa diz estar agora "focada no avanço das atividades de desenvolvimento do Projeto Balama e intensificou as ações de marketing, com vista a tratar da primeira produção no terceiro trimestre de 2017", ou seja, até final de setembro.

O Governo moçambicano aprovou na terça-feira os termos do contrato mineiro para a extração de grafite em Balama com a empresa Twigg Exploration and Mining, subsidiária da Syrah, por um prazo de 25 anos renováveis e prevendo-se um investimento mínimo a rondar 88 mil milhões de dólares norte-americanos. A concessionária adquire o direito de extração, processamento, armazenamento e comercialização dos produtos mineiros.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemMoçambique aprova exploração de mineral para bateria de VE

Publicado no Verdesobrerodas



Por Diário de Notícias conteúdo    

Nenhum comentário:

Postar um comentário