Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Para VW serão necessarias mais 40 gigafactories

Até que alguém crie uma solução realmente inovadora, os veículos elétricos ainda precisam de baterias para fornecer energia para os propulsores. Eis que a Volkswagen fez uma previsão um tanto quanto preocupante: se a indústria não focar na criação de plantas de fabricação de baterias, como as Gigafactories da Tesla, o componente poderá ser um ponto de gargalo e um obstáculo no caminho para o futuro elétrico dos automóveis.

Ulrich Eichhorn, diretor da área de Pesquisa e Desenvolvimento da marca, afirma que a humanidade precisa construir o equivalente a 40 gigafactories até 2025 para dar conta da demanda por baterias para veículos elétricos. Isso porque, daqui oito anos, a estimativa é que 25% das vendas serão representadas por carros equipados com células de bateria que, se nada mudar nos próximos anos, serão de íon-lítio.

A Volkswagen estima que sua demanda energética vai ser equivalente a 150 GWh de de eletricidade. Com base nisso, a montadora sozinha necessitaria de cinco complexos de produção que ficariam encarregadas de produzir 35 GWh por ano. Agora, junte todas as outras montadoras e empresas que estão querendo surfar na onda dos elétricos e a conta pode chegar a 1,5 TWh.

Embora diversas companhias estejam trabalhando para evoluir a tecnologia aplicada nas baterias, as mudanças podem levar algum tempo para chegarem às linhas de produção, mesmo após a chegada dos veículos elétricos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemPara VW serão necessarias mais 40 gigafactories

Publicado no Verdesobrerodas



Por Tecmundo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário