Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Mitsubishi produz caminhão elétrico em Portugal

Arranca esta quinta-feira, 27 de julho, a produção em série do primeiro veículo de mercadorias elétrico da Mitsubishi Fuso Truck Europe. A primeira unidade Fuso eCanter sairá da fábrica da marca nipônica instalada no Tramagal, concelho de Abrantes, no dia em que irá ser realizada a visita do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, de acordo com o convite enviado à imprensa.

A Fuso eCanter, um veículo de 7,49 toneladas e que dispõe de 4,63 toneladas de carga útil, tem um motor elétrico com a potência de 185 kW e uma autonomia de mais de 100 quilômetros. A escolha da fábrica do Tramagal para a produção deste modelo foi anunciada em outubro de 2016.

Na altura, o líder da Mitsubishi Fuso Truck Europe, Jorge Rosa, adiantou que a produção em 2017 iria variar “entre algumas dezenas de unidades e duas centenas” de unidades, de acordo com declarações à Lusa. O Fuso eCanter é a terceira geração do Fuso Canter E-Cell já desenvolvido nesta unidade. Leia aqui: Mitsubishi. Esforço dos trabalhadores vai ser compensado com aumentos salariais.

O novo veículo pode ser carregado a 80% numa hora com recurso a um carregador rápido, ou a 100% em sete horas, numa tomada normal de corrente alternada, de acordo com a apresentação feita pela marca japonesa em setembro, na Feira de Hannover, na Alemanha.

A fábrica do Tramagal produziu no primeiro semestre um total de 5223 veículos de mercadorias, mais 49,4% em comparação com o mesmo período de 2016.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemMitsubishi produz caminhão elétrico em Portugal

Publicado no Verdesobrerodas



Por Dinheiro Vivo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário