Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Honda quer aumentar sua participação no segmento de VEs

A Honda está traçando novas estratégias para aumentar sua participação e acirrar a competição com outras fabricantes no mercado mundial. Durante o Honda Meeting 2017 para a imprensa, a empresa japonesa apresentou os rumos futuros da marca; de seus produtos e tecnologias e também a Visão 2030. Como o próprio nome indica, trata-se de um novo planejamento para os próximos 13 anos.

Um dos focos da marca serão os carros globais. Um exemplo é a nova geração do Civic, que foi lançada recentemente no Japão e já está presente em outros mercados (como o Brasil). Há também o novo CR-V, que começou a ser vendido nos Estados Unidos e deve estrear em breve em nosso mercado; além da próxima geração do Accord, que terá um design mais agressivo e novas tecnologias.

A marca quer trabalhar ainda em modelos regionais, como o BR-V na Índia, o Ridgeline e Odyssey na América do Norte e o Avancier e UR-V no Japão. Outro modelo é o N-Box, um kei car que deve estrar em breve no mercado japonês. O WR-V, crossover baseado no Fit, também é um dos destaques da fabricante.

Todos os carros da marca contarão com uma nova identidade visual, que será apresentada no Salão de Tóquio, em novembro; por meio de um conceito. Esta nova filosofia será uma evolução da atual “Solid Wing Face” dos modelos Civic e HR-V.

Fora isso, a Honda tem como estratégia o sistema de produção complementar entre as seis regiões. Na América do Norte, o foco serão os crossovers e SUVs. Já o Reino Unido ficará com a produção do novo Civic hatch; que será exportado para os EUA e Japão. O WR-V, desenvolvido no Brasil, está sendo produzido e vendido também na Índia.
E como não poderia ser diferente, o montadora também quer aumentar sua participação no segmento de carros elétricos. A meta é oferecer 2/3 de sua linha de automóveis em versões elétricas até 2030. Além dos elétricos, a estratégia envolve os híbridos; híbridos plug-in e movidos a célula de combustível. Até mesmo a área de motocicletas também terá modelos elétricos, com um scooter “ecológico” previsto para 2018.

A Honda fará investimentos também em tecnologias de condução autônoma. A marca já trabalha em dois sistemas, sendo um para rodovias e outro para os centros urbanos (com trânsito); sendo que ambos usarão pelo menos quatro câmeras para simular a visão humana. Ainda não se sabe, porém, quando esses recursos estarão disponíveis no mercado.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável


PostagemHonda quer aumentar sua participação no segmento de VEs

Publicado no Verdesobrerodas



Por Blogauto conteúdo
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário