Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Bosch revela modelo elétrico para áreas urbanas

Pequeno, elétrico e versátil, o novo e.Go Life EV da Bosch foi revelado com a intenção de travar o problema crescente da poluição nas grandes cidades. Com produção inicial de apenas 1.000 unidades numa fase inicial, a Bosch pretende elevar esse volume para as 10.000 a curto-prazo, apostando num modelo funcional e de pequenas dimensões com um preço previsto de 15.999 euros na Alemanha.

Este pequeno modelo – visualmente semelhante a um smart fortwo – está pensado para ser utilizado em esquemas de mobilidade urbana como os de ‘carsharing’, mas a Bosch também está confiante na sua comercialização a particulares numa fase posterior. Apesar da sua autonomia de 130 quilômetros – a partir de baterias de iões de lítio de 14.4 kWh – a companhia germânica terá igualmente versões com extensores de autonomia que podem propulsionar este modelo até 170 quilômetros.

O esquema modular do propulsor elétrico faz com que possa ser aplicado neste veículo, mas também numa scooter, igualmente revelada pela Bosch, a Schwalbe, sendo que no carro a diferença está na utilização de dois motores elétricos e seis baterias, estas últimas com um peso total de 90 kg e 14.4 kWh de capacidade.

Outra característica do e.GO é a simplicidade do seu motor elétrico, já que muitos dos seus componentes são reaproveitados de outros veículos. Assim, um motor conta com uma potência de 10.5 kW – sendo retirados de um sistema micro-híbrido de 48 Volt – o que permite uma potência total de 21 kW a este veículo, o equivalente a 28 CV. Com este esquema, a Bosch pretende manter o custo de desenvolvimento muito reduzido e fornecer o seu veículo a outras empresas que assim o desejem. O processo de carga da bateria leva cinco horas e meia.

Existirá também a possibilidade de se conectar aos smartphones a partir de Bluetooth, havendo uma aplicação para o efeito.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemBosch revela modelo elétrico para áreas urbanas

Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário