Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 3 de junho de 2017

Governo brasileiro recebe Renault Fluence elétrico

A partir da segunda-feira, 5, o governo brasileiro contará com o terceiro veículo elétrico para uso oficial do Poder Executivo. Será um Renault Fluence cedido à Itaipu como parte do seu Programa Veículo Elétrico que existe há 10 anos. A usina repassará o modelo e mais dois eletropostos em regime de comodato para o Ministério de Minas e Energia. Há pouco mais de um mês, outros dois carros elétricos, um Fluence e um Zoe, foram entregues à sede da Eletrobrás, em Brasília, e mais dois eletropostos, pelo programa.
“É uma forma de dar nossa contribuição ambiental para a sociedade. O repasse ajuda a incentivar e divulgar a tecnologia do veículo elétrico”, afirma o diretor geral da Itaipu Binacional, Luiz Fernando Vianna.

Atualmente, a Itaipu mantém doze veículos elétricos cedidos, incluindo este que vai para o MME. Os outros onze estão na Eletrobrás, Copel, Exército, ONU Mulher, Universidade Federal de Santa Catarina e um no Paraguai, entregue ao governo. Em sua própria frota, a usina mantém 100 diferentes tipos de veículos elétricos, desde automóveis até um avião.

Para permitir pesquisas sobre o impacto dos veículos na rede elétrica, o Programa VE também incorporou à frota modelos que já são produzidos em série pela indústria automotiva. Entre eles, o compacto Fiat 500e e os Renault Twizy, Zoe (compactos) e o sedã Fluence ZE.

Em 2014, o programa avançou com a montagem de 32 modelos Renault Twizy em um galpão anexo ao CPDM-VE, em Foz do Iguaçu (PR), com o objetivo de viabilizar estudos para a elevação gradual do índice de nacionalização dos componentes usados nos veículos elétricos, além de preparar fornecedores de peças no Brasil e no Paraguai.

Atualmente, o Mob-i mantém um centro de operações no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu, e três projetos-piloto: o
Curitiba Ecoelétrico, o Brasília Ecomóvel e o Mob-i ONU, os dois últimos desenvolvidos na capital federal. No fim de 2016, a Itaipu Binacional e PTI, em parceria com o Ceiia, de Portugal, inauguraram o Sistema de Compartilhamento Inteligente (SCI), para compartilhamento de veículos elétricos.


O projeto piloto atenderá por enquanto apenas trabalhadores da própria Itaipu e PTI e é feito por meio de um aplicativo no smartphone. Inicialmente, serão utilizados 10 unidades do Renault Twizy e quatro pontos de mobilidade inteligente (PMI), que são as estações para retirada e devolução dos carros. A ideia, no futuro, é ampliar o sistema para toda a frota de Itaipu.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemGoverno brasileiro recebe Renault Fluence elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por Automotive Business conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário