Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Em 13 anos carro na Índia só se for elétrico

A Índia está dando grandes passos para deixar de ser um dos países mais poluídos da Terra. O governo está tomando medidas drásticas para limpar o ar do país, incluindo a decisão de passar a vender carros exclusivamente elétricos em 13 anos.

Se a quantidade de carros a diesel e gasolina diminuir nas ruas da Índia, o país poderia baixar seus perigosos níveis de poluição do ar, que levaram à morte 1,2 milhão de pessoas por ano.
O ministro da energia, Piyush Goyal, anunciou que daria subsídios para apoiar a mudança nos primeiros três anos e espera que, após isso, a produção de veículos elétricos seja automaticamente impulsionada pela demanda e não pelo apoio financeiro do governo.

O movimento foi bastante elogiado por ambientalistas e, naturalmente, gerou preocupação para a indústria do petróleo, já que a Índia é o terceiro maior importador de petróleo do mundo gastando US $ 150 bilhões em petróleo por ano. A mudança para carros elétricos pode ainda poupar ao país US $ 60 bilhões em despesas de energia. Os proprietários de carros indianos também economizariam ao mudar para veículos elétricos.

Goyal, que apresentou o plano do governo na Confederação da Indústria Indiana, Sessão Anual de 2017 em Nova Deli, disse que o governo investiria na infraestrutura de cobrança, começando em grandes áreas urbanas, como na cidade de Delhi.

O ministro disse que o governo indiano considera métodos eficientes, como a utilização de um sistema de troca de baterias carregadas pelas descarregadas, para que os proprietários não precisem esperar para rodar com seus veículos. “Os carros elétricos poderão se dirigir para os postos de gasolina, trocar suas baterias e ir embora, assim como fazem atualmente. E levará menos tempo do que o que é preciso para colocar gasolina em seus carros, como em corridas de Fórmula 1!”, disse Goyal.

A transição para carros elétricos também ajudaria o país a reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Os cálculos indicam que as emissões de carbono da Índia podem diminuir 37% até 2030 com o movimento para veículos elétricos.
  
VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemEm 13 anos carro na Índia só se for elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por Revista Meio Filtrante On-Line conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário