Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Uber quer lançar serviços com carros elétricos voadores até 2020

A Uber parece estar tentando desesperadamente se desvencilhar de seus (inúmeros) problemas para continuar firme em seus projetos. Depois de executivos saindo, encrencas com a irmã do Google – o que afastou um executivo também –, motoristas malucos e diversos casos de assédio sexual nos Estados Unidos, a plataforma de ride-sharing segue planejando colocar carros para voar até 2020.

O mais novo capítulo desta história foi o anúncio feito pela empresa há algumas semanas de que ela está fechando uma parceria com as cidades de Dallas e Dubai para fazer com que a frota de veículos voadores saia do papel nos próximos três anos. A notícia foi dada por Jeff Holden, responsável pela área de produtos da Uber.

A ideia é que os veículos voadores sejam pequenos, elétricos – para eliminar qualquer tipo de emissão e barulho –, e tenham capacidade para decolar e pousar verticalmente, possibilitando sua operação em cidades.

Uma viagem entre San Francisco e San Jose em um desses “carros voadores” poderia ser reduzida, segundo a Uber, de duas horas para apenas 15 minutos. O custo estimado seria pouco maior que o atualmente registrado no UberX e que o valor para se voar pode ser mais baixo do que o de ter um veículo próprio.

Aliás, falando nesses automóveis voadores, nenhum conceito foi apresentado até agora. O mais próximo que chegamos disso foi com o Pop.Up, um híbrido entre carro e drone desenvolvido pela Airbus em parceria com a Italdesign, mas nada da Uber, que já anunciou também parcerias com empresas como a Bell (fabricante de helicópteros), Aurora, Pipistrel, Mooney e até mesmo com a brasileira Embraer – até um engenheiro da NASA foi contratado pra fazer a coisa andar.

A ideia da companhia de fazer uma frota de carros voadores foi lançada no ano passado sob a alcunha de Uber Elevate e foi uma forma que a plataforma de ride-sharing encontrou para contornar os problemas de tráfego constante nas grandes cidades. “Você fica parado no trânsito e pensa ‘ah, meu Deus, tem que haver uma forma melhor de andar’ – e isso realmente vai mudar a forma como as pessoas vão usar sua cidade e a forma como elas vão se locomover”, explicou Holden.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemUber quer lançar serviços com carros elétricos voadores até 2020

Publicado no Verdesobrerodas



Por Tecmundo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário