Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Para Renault até 2020 carros elétricos terão preços competitivos

De acordo com a Renault, os preços dos carros elétricos serão equivalentes aos dos modelos movidos por gasolina ou diesel em 2020. 

Segundo Gilles Normand, diretor de mobilidade elétrica da montadora francesa, o fator chave para a redução de custos e a equiparação de preços será a economia de escala.

Usando o Zoe como exemplo, Normand diz que as vendas do compacto elétrico subiram 90% em grande parte pela introdução da versão ZE40, que utiliza baterias de 41 kWh com autonomia de 400 km, sob a norma NEDC. Ou seja, com o aumento do alcance, as vendas tenderão a aumentar e o custo de produção baixará.

Mas, de acordo com Gilles Normand, isso não será apenas um fato isolado por fabricante. Quanto mais marcas iniciarem suas investidas no segmento de elétricos, maior será a queda nos preços de componentes importantes, tais como baterias de lítio, módulos de controle e motores elétricos.

O diretor da Renault diz que a rapidez na evolução dos carros elétricos surpreende, já que a bateria de 41 kWh – na previsão de 2012, quando o Zoe foi lançado – só era esperada para 2018, mas já em 2016 ela passou a estar disponível para o modelo. Embora com preços baixando, Normand vê um aumento considerável nos preços dos carros diesel nos próximos anos, devido à pressão ambiental por normas mais rígidas, que forçam os fabricantes a investir mais dinheiro para mante-los limpos. Isso naturalmente encarece o produto.

A Renault vê o fim do diesel na próxima década para carros compactos, como Clio e Fiesta, por exemplo. Os preços mais altos não compensarão para os consumidores. Nesse caso, como alternativa, os compactos elétricos, como o Zoe, têm mais chances de atender aos clientes que não poderão mais contar com a economia do diesel. Nos próximos meses, a marca indica um ponto de virada nos custos do elétrico com mais alcance para os carros. Ou seja, podemos esperar mais km por carga sendo anunciados em Frankfurt.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemPara Renault até 2020 carros elétricos terão preços competitivos

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário