Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Nova bateria gera 480 km de autonomia com 5 minutos de carga.

A empresa israelense StoreDot mostrou hoje na feria CUBE Tech Fair em Berlin uma inovação interessante para as baterias de carros elétricos. Trata-se da tecnologia FlashBattery, que promete carregar totalmente os carros com apenas cinco minutos de carga.

Diferentemente das tradicionais baterias de íons de lítio, a FlashBattery usa um design próprio da empresa, com camadas intercaladas de nanomateriais e compostos orgânicos "proprietários" patenteados pela empresa.
Segundo a StoreDot, os cinco minutos que leva para carregar totalmente os veículos rendem uma média de 480 quilômetros de autonomia. 

O co-fundador da empresa, Doron Myersdorf, disse ao The Next Web que esse pode ser "o elo perdido que falta para fazer os carros elétricos se tornarem onipresentes". Isso porque "as tecnologias de bateria disponíveis atualmente impõem longos períodos de carga, o que fazem dos veículos elétricos uma forma de transporte inadequada para o público em geral".

Rapidez de carregamento não é a única vantagem da nova tecnologia de baterias, segundo a empresa. Myersdorf ressalta também que elas também são mais seguras do que as baterias de íons de lítio usadas nos carros elétricos atuais, pois elas não são inflamáveis e os materiais usados nelas têm maior temperatura de combustão.

Se você imaginou que a tecnologia poderia ser usada também em baterias de celular, você tem razão. De fato, a StoreDot já mostrou como ela poderia ser utilizada para carregar totalmente as baterias de smartphones em menos de dois minutos. O problema, no entanto, é o custo: a bateria tornaria os smartphones ao menos US$ 50 mais caros, o que deve ter sido uma questão proibitiva, já que o projeto não avançou. É provável que sua implementação em carros tenha um custo mais atraente.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemNova bateria gera 480 km de autonomia com 5 minutos de carga

Publicado no Verdesobrerodas



Por Olhar Digital conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário