Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 27 de maio de 2017

Aston Martin terá modelo 100% elétrico

Já era conhecida a situação delicada que vinha atravessando a Aston Martin. No entanto, parece que o fabricante britânico já está vendo uma luz no final do túnel. De acordo com informações da Autonews, durante o primeiro trimestre de 2017 a marca obteve lucros. Depois de anos de prejuízos, a empresa com sede em Gaydon conseguiu estancar a sangria.

Essa mudança de cenário se deve a vários fatores, embora o principal motivo de a Aston Martin voltar aos lucros é, sem dúvida nenhuma, o Aston Martin DB11. O novo modelo da marca está colhendo resultados muito importantes e isso repercutiu de maneira positiva nas vendas da empresa durante o primeiro trimestre do ano.

Entre os meses de janeiro e março de 2017, a Aston Martin entregou 1.203 veículos, o que se traduz em um crescimento de suas vendas de 75% em relação ao mesmo período do exercício anterior. Quanto ao lucro, falamos de aproximadamente 5.9 milhões de libras esterlinas (antes dos impostos). Se levarmos em conta que durante o primeiro trimestre do ano passado a Aston Martin teve prejuízos superiores a 29.5 milhões de libras esterlinas, a mudança é no mínimo digna de nota.

Desde o ano de 2014 a empresa vem sendo dirigida por Andy Palmer e está enfrentando um rigoroso plano de reestruturação com o objetivo de reduzir seus custos e centrar-se no desenvolvimento de modelos com um maior nicho de mercado. Por outro lado, temos o fato de que durante grande parte do ano passado a empresa seguia vendendo alguns modelos antigos, que não faz muito tempo foram renovados.

Outro ponto forte dos planos que a Aston Martin seguirá ainda pelos próximos anos é o lançamento do seu primeiro SUV, o Aston Martin DBX. O fabricante britânico também apostará na mobilidade sustentável com o lançamento de um novo carro 100% elétrico que substituirá o Rapide V12.

Para o resto do ano as previsões da marca são muito boas, suas vendas crescerão acima de 30%, superando as 4.000 unidades - em 2016 fecharam o exercício com 3.687 veículos vendidos. A Aston Martin esteve registrando prejuízos significativos durante os seis últimos anos, mas parece que 2017 será o ponto de inflexão para a empresa.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemAston Martin terá modelo 100% elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário