Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 29 de abril de 2017

VW quer que maior parte do investimento seja em eletropostos

A Volkswagen terá de gastar US$ 800 milhões em programas de veículos ecológicos na Califórnia, como parte do acordo com a justiça americana no caso do Dieselgate. A montadora alemã já sinalizou que a maior parte do dinheiro vai para construção de pontos de recarga para carros elétricos.

Porém, alguns rivais querem aproveitar a oportunidade para reverter uma promessa do governo californiano, referente aos postos de abastecimento de hidrogênio. 

Honda, Hyundai e Toyota assinaram uma carta endereçada à Sacramento, pedindo que a administração estadual exija que a Volkswagen aplique parte do montante também em postos de hidrogênio.

Como se sabe, as três marcas possuem carros movidos por células de combustível no mercado americano, sendo eles Honda Clarity, Hyundai Tucson Fuel Cell e Toyota Mirai. O investimento alemão em mais “bombas de hidrogênio” aceleraria o processo de introdução do combustível no cenário da Califórnia e, logicamente, beneficiaria apenas aos interessados.

O estado americano quer ter uma rede de 100 postos de hidrogênio até 2020. No entanto, a Volkswagen quer investir boa parte do dinheiro em recargas elétricas, pois é o segmento que está apostando tudo para se afastar do Dieselgate. Até agora, apenas o e-Golf faz parte do lineup, mas a família I.D. deve chegar com força em 2020. Ou seja, uma rede de elétricos beneficia o fabricante germânico.
  
O fundo da VW terá a supervisão de uma equipe federal e estadual (Califórnia), mas aparentemente a empresa tem liberdade para direcionar os investimentos. A EPA já autorizou a montadora à gastar US$ 300 milhões com infraestrutura de elétricos nos EUA, construindo assim uma rede de 450 pontos de recarga. Mais US$ 44 milhões devem ser liberados para a capital do estado, onde a VW quer executar o projeto “Cidade Verde”.

Além disso, a VW se comprometeu com o lançamento de três modelos elétricos na Califórnia até 2020, prevendo ainda manter vendas anuais de 5 mil carros até 2025. A BMW reclama das vantagens que a rival terá na operação desses pontos de recarga e em seu faturamento.

O Sierra Club também pediu que a Volkswagen revesse seus investimentos na região, focando também em locais de renda mais baixa. A empresa não comenta sobre a carta das três rivais, mas diz que o objetivo é tornar mais fácil a vida de motoristas de carros ecológicos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemVW quer que maior parte do investimento seja em eletropostos

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário