Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Tesla tem nos carros o mesmo status do iPhone nos smartphones

Em volume de vendas, a Tesla nem sequer é a marca que mais veículos elétricos vende, pois fica atrás da Aliança Renaul-Nissan e está quase a ser ultrapassada pela BMW. E no total mundial, os 76 mil Tesla vendidos no ano passado ficam muito aquém dos 10 milhões do Grupo Volkswagem da Toyota ou General Motors.

Mas o certo é que a Tesla ganhou nos automóveis o mesmo estatuto que o iPhone conquistou entre os smartphones. Uma marca jovem, inovadora, tecnológica, disruptiva e com design e de que todos gostaríamos de ser clientes. E é este carácter aspiracional que lhe dá o estatuto de brand lover, de marca amada com uma legião de seguidos fiéis. Quase uma religião.

Apesar das ameaças, nenhum outro fabricante de automóveis conseguiu ainda colocar no mercado rivais a sério do Tesla Model S ou do Model X e os primeiros modelos das marcas premium e de luxo só deverão chegar aos stands daqui a 18 meses.

Dito isto, a GreenCar Reports ficou curiosa e quis saber que eram a segunda marca mais importante no mercado mundial de veículos elétricos. Numa pouco científica sondagem junto dos seus seguidores no Twitter, perguntou-lhes “Qual é a melhor marca de automóveis elétricos… depois da Tesla”.

Apurada a votação (156 respostas) os resultados foram os seguintes
1º 41% Nissan 41% dos votos

2ª General Motors 28%

3º BMW 26%

4º VW Group 5%

A Nissan produz o Leaf, o veículo elétrico mais vendido do mundo e juntamente com a Renault, sua parceira de grupo, já somam mais de 400 mil elétricos entregues a clientes, dos quais 250 mil do modelo das Nissan. A General Motors capitaliza o sucesso do Chevrolel Bolt, já lançado nos EUA e que este ano chegará à Europa, como Opel Ampera-e, e o mesmo acontece com a BMW e o seu compacto i3. A Volkswagen fecha o quarteto das escolhas, embora a ofensiva da marca no segmento dos elétricos, com a promessa de lançar 30 modelos até 2025, lhe abra novas perspetivas.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemTesla tem nos carros o mesmo status do iPhone nos smartphones

Publicado no Verdesobrerodas



Por automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário