Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Salão de Xangai mostra aposta da China em modelos eletrificados

É evidente que a China e os carros elétricos estarão conectados durante os próximos anos. No Salão de Xangai 2017 foi ratificada a importante aposta que tanto fabricantes locais como estrangeiros estão fazendo no veículo totalmente elétrico naquele país. A quantidade de potenciais clientes é enorme, algo que, unido a outros fatores, tornam a China um mercado excepcional para o veículo elétrico.

A General Motors é consciente dessa situação, e prova disso foi o anúncio realizado aproveitando a celebração do salão do automóvel chinês. A GM confirmou que começará a produzir carros 100% elétricos na China em questão de dois anos. 

Matt Tsien, CEO da General Motors na China, foi quem confirmou essa importante decisão tomada pelo gigante automobilístico americano.

De acordo com as previsões de Tsien, a General Motors espera vendas anuais na China de 150.000 unidades para o ano de 2020, entre carros elétricos e híbridos. Um número que será incrementado até as 500.000 unidades em 2025. O novo Buick Velite 5, uma das grandes novidades que a GM mostrou no Salão de Xangai 2017, faz parte dessa ofensiva elétrica no gigante mercado asiático.

Após sua chegada do Buick Velite 5 aos concessionários chineses, Matt Tsien confirmou que lançarão outro modelo para esse mercado em 2019, e que será um carro elétrico de bateria. E por último, a partir de 2020 a General Motors introduzirá um total de dez novos modelos, todos eles de mecânica eletrificada - híbridos plug-in e elétricos puros. Com isso terão cumprido seus objetivos em curto prazo.

“Nos próximos anos, até 2020, esperamos lançar pelo menos dez novos veículos elétricos na China. Nossos planos serão materializados e isso nos permitirá posicionar-se de maneira vantajosa a partir da perspectiva dos requisitos das normas de emissões no mercado”, disse Tsien.

Durante o último ano, a GM vendeu na China quase 4 milhões de veículos. Para 2019 esperam poder vender ali mais carros elétricos que no resto do mundo. Não são poucos os analistas que antecipam a formação de uma ‘tempestade perfeita’ em torno do veículo elétrico na China. A General Motors, assim como que outros grandes fabricantes do setor, busca uma posição vantajosa.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSalão de Xangai mostra aposta da China em modelos eletrificados

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário