Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Porsche começa a eletrificar seus modelos

Confirmado que o lançamento do seu primeiro modelo 100% elétrico para 2019, que terá como base o concept Mission E (foto), a Porsche vai acelerar o seu programa de veículos de propulsão elétrica, devido à nova regulação sobre emissões da China, o maior mercado de veículos de luxo do mundo. As novas regras entrarão em vigor já em setembro.

Além do futuro Misssion E e das versões Plug-in híbridas de modelos convencionais, como o SUV Cayenne ou o novo Panamera Turbo S E-Hybrid (foto), apresentado esta semana no Salão Automóvel de Xangai, a Porsche quer explorar novas possibilidades da propulsão elétrica para reforçar o espírito desportivo da marca. A marca assinou recentemente um acordo com a Audi, outra das marcas do Grupo Volkswagen, para desenvolver futuros modelos elétricos.

O Panamera Turbo S E-Hybrid liberta 680 cv e passa a ser o mais potente modelo da gama. Será vendido exclusivamente na China com a versão alongada do Panamera, batizada como Executive e tem uma autonomia em modo 100% elétrico de 50 quilômetros. “É mais do que a mera necessidade de cumprir as regras”, explicou à Bloomberg Oliver Blume, da Porsche.

 “Achamos a tecnologia interessante, porque os veículos elétricos permitem uma experiência de condução muito desportiva que se encaixa bem com os valores da nossa marca”.

A Porsche é a marca que gera maiores margens de lucro para o Grupo Volkswagen e esses resultados são fundamentais para financiar o desenvolvimento dos veículos elétricos e das tecnologias de condução autônoma, refere a Automotive News Europe.

No primeiro trimestre do ano, as vendas na China cresceram 10%, face ao período homólogo, para 18.126 unidades. O mercado chinês vale agora mais de 30% das vendas globais da marca, que entre janeiro e março somaram 59.698 unidades e já é maior que o mercado dos EUA (12.718 unidades no trimestre).

Para promover a sua imagem na China, a Porsche está a construir uma pista própria para os seus clientes em Xangai, junto ao circuito onde se realiza o Grande Prêmio da China de Fórmula 1. Além disso, está a lançar modelos exclusivos para o mercado chinês, com a versão longa do novo Panamera, batizada como Executive, com 330 cv de potência e um nível de equipamento específico para os exigentes clientes locais.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemPorsche começa a eletrificar seus modelos

Publicado no Verdesobrerodas



Por automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário