Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Elétrico FF Zero1 da Faraday Future alcança 320 km/h

A Tesla é vista como a pioneira dos carros elétricos da indústria automóvel. Mas não interessa quem começa em primeiro e sim quem chega primeiro à meta. E a Tesla já tem concorrência que a quer ultrapassar. A Faraday Future é uma construtora americana financiada com capital chinês, e embora ainda não tenha um carro à venda, já é a principal ameaça à hegemonia da marca de Elon Musk no mercado dos veículos de luxo elétricos.

A Faraday Future foi fundada em 2014 na Califórnia, com quatro dos seus principais executivos recrutados à Tesla, e começou a construir a sua primeira fábrica em Las Vegas em dezembro de 2015. Um mês depois, revelou ao mundo o seu primeiro protótipo, o FF Zero1. Este é um carro desportivo com lugar apenas para o condutor, que tem ao seu dispor 1000 cv de potência do motor elétrico, suficiente para levar o carro aos 320 km/h.

Mas o mais importante não são estes números, e sim, a sua plataforma, baseada no princípio de arquitetura variada. Com os motores e baterias implantados no chassis, esta base mecânica pode ser facilmente usada para qualquer automóvel, algo que não é tão fácil nos atuais automóveis. O seu primeiro automóvel de produção foi revelado ao mundo no início deste ano. 

O FF 91 é um crossover de luxo, com mais de 5,2 metros de comprimento, mais de 1065 cv de potência e mais de 700 km de autonomia. Nova tecnologia proprietária deverá permitir ao FF 91 acumular mais energia nas baterias (e recarregá-las mais depressa do que um veículo elétrico normal.

Mais de 60 mil encomendas foram registadas nos primeiros dois dias depois do carro ser revelado. Mas a Faraday Future necessita de garantir a entrega dos carros o mais depressa possível, ou arrisca-se a desaparecer. A empresa tem tido dificuldades em garantir o financiamento da sua fábrica, e o nome do seu diretor-geral continua a ser uma incógnita. 

A car da Faraday Future é o número 2 da companhia, Nick Sampson, que é o antigo responsável pelo desenvolvimento de novos produtos na Tesla.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemElétrico FF Zero1 da Faraday Future alcança 320 km/h

Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário