Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 4 de março de 2017

MINI Cooper revela versão com motor elétrico de 90 CV

O sistema híbrido do MINI Cooper S E Countryman ALL4 assenta no bloco de 3 cilindros com 1.5 litros a gasolina acoplado a uma caixa de seis velocidades automática, que fornece tração às rodas dianteiras e num motor elétrico de 90 CV, colocado no eixo traseiro que fornece tração às rodas desse eixo através de uma caixa de duas velocidades. 

Contas feitas ao sistema, são 224 CV de potência e 385 Nm de binário, suficientes para uma aceleração 0-100 km/h em 6,8 segundos. A MINI reclama uma autonomia em modo elétrico de 40 quilômetros a velocidades até 125 km/h.

As baterias de iões de lítio estão instaladas debaixo do banco traseiro – que por isso está posicionado um pouco mais acima – são produzidas pela BMW na sua unidade fabril de Dingolfing e têm uma capacidade de 7,6 kWh. Podem ser recarregadas em 3h15m numa tomada normal ou em 2h15m num “Wall box” ou nos postos de carregamento públicos. A bateria do Mini vem com uma garantia de 6 anos ou 100 mil quilômetros.

Alojar as baterias debaixo do banco traseiro obrigou à redução não só do espaço para a cabeça dos passageiros, mas também á redução da capacidade do depósito, agora com apenas 35 litros. Reclama a MINI que com consumos homologados de 2,3 l/100 km e emissões de CO2 de 52 gr/km, a capacidade do depósito é suficiente. A bagageira tem 405 litros que podem chegar aos 1275 litros com o rebatimento dos bancos. Ou seja, menos 45 e 115 litros, respetivamente, que o Countryman “normal”

O sistema híbrido da MINI cumpre o arranque em modo elétrico até que o carro chegue aos 80 km/h ou haja carga na bateria dentro da autonomia de 40 quilômetros. A partir daquela velocidade, o motor de combustão é colocado em funcionamento. Se o sistema tiver carga, o condutor pode forçar o modo elétrico carregando no botão “eDrive”. Se escolher o modo “Max eDrive”, pode continuar a rolar em modo elétrico até uma velocidade máxima de 125 km/h até ao limite da autonomia da bateria.

Para distinguir um MINI Cooper S E Countryman 4ALL, a marca britânica colocou um pouco por todo o lado um símbolo estilizado com base na letra E, a denominação S do modelo está pintada de amarelo, as jantes são de 17 polegadas com desenho específico, enquanto que no interior aparece um novo botão, o “eDrive”.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável


PostagemMINI Cooper revela versão com motor elétrico de 90 CV

Publicado no Verdesobrerodas



Por automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário