Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

VW Golf elétrico com autonomia de 300 km chegará em Abril

Mais do que um tradicional facelift de meio de ciclo de vida, este Golf 2017 é uma espécie de atualização de software, trazendo para o segmento dos compactos muita tecnologia até agora reservada apenas às grandes berlinas de luxo.

Com o ciclo de evolução da tecnologia automóvel a avançar a um ritmo muito mais rápido que o de desenvolvimento de um novo modelo, a Volkswagen centrou todos os seus esforços em enriquecer o Golf com os mais sofisticados sistemas de informação e entretenimento e de segurança ativa e ajuda á condução.

Exteriormente, é difícil distinguir o Golf 2017, do modelo da sétima geração, lançada em 2013, mantendo a tradição da marca que aposta em evoluções suaves do design e evita grandes ruturas. Afinal, em equipa que ganha não se mexe e o certo é que o Golf é o campeão de vendas da sua categoria, a mais importante do mercado europeu, e a referência incontornável dos automóveis compactos.

O Golf 2017 diferencia-se pelos para-choques redesenhado, pelos faróis e pelas jantes com novo design. Os faróis de xénon (opcionais ou de série, consoante as versões) são substituído por faróis LED, tecnologia também usada nos avisadores de mudança de direção nas luzes traseiras. E há agora mais cores para a carroceria.

Para já, o novo Golf está disponível com as carroçarias hatchback de 3 e 5 portas e carrinha Variant e uma gama de motores que vai dos 110 e os 310 cv de potência. A versão crossover Alltrack de tração integral chega a Portugal no final de abril.



No final de Abril, chegam o e-Golf, 100% elétrico com uma autonomia NEDC anunciada de 300 Km (mais 110 Km que o atual), o híbrido plug-in Golf GTE e o Golf DGI a gás natural.

No que o novo Golf mais progride é, no entanto, na tecnologia de última geração que incorpora, sobretudo ao nível dos sistemas de ajuda à condução, segurança ativa e de informação e entretenimento.

Quase ao nível da ficção científica é o sistema de condução semi-autônoma nos modelos com transmissão automática. Funciona com velocidades de até 60 Km/h, operando o acelerador, o travão e a direção para manter o veículo na sua faixa de rodagem e mantendo a distância de segurança em relação ao veículo da frente. Tudo sem intervenção do condutor.
  
VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemVW Golf elétrico com autonomia de 300 km chegará em Abril

Publicado no Verdesobrerodas



Por automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário