Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos se somadas as mídias sociais, * mais de MEIO MILHÃO de acessos somente no VSR, * lido por mais de DEZ países, * mais de SETE MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Range Rover Velar poderá ter motor elétrico

O novo Range Rover Velar, será o Range Rover mais radical da história da marca e vai entrar num dos mais duros segmentos, o dos SUV médios onde o Porsche Macan e o Mercedes GLE são rivais de peso.

Convirá recordar que o nome Velar não é novo e é um ressuscitar de uma designação que a Range Rover dava aos protótipos secretos do primeiro modelo nos anos 60 do século passado. Na gama range Rover, o Velar estará entre o Evoque e o Range Rover Sport, um “buraco” demasiado grande na gama da marca britânica.

O modelo será lançado no Salão de Genebra e será construído lado a lado com o Range Rover Sport e o Jaguar F-Pace na, agora, ultramoderna fábrica de Solihull, onde a Jaguar Land Rover espera que a procura pelo Velar vá levar a unidade de produção a novos recordes.

Por baixo da pele, o Velar é igual ao Jaguar F-Pace, partilhando assim a plataforma IQ. Os motores serão longitudinais como o Jagar e não transversais como no Evoque. Porque é feito com base no F-Pace, o Velar será maior e mais espaçoso, certamente, que o Porsche Macan. Todos os modelos serão, sempre, 4x4 permanente.  

No que toca ás motorizações, o Range Rover Velar vai usar os blocos Ingenium, mas haverá motores V6, a gasolina e diesel. Ainda será usado um V6 de origem Ford, mas a Land Rover irá substituí-lo a breve trecho por unidades de 3.0 litros mais modernas, modulares e feitas com base nos cilindros dos motores Ingenium. 

Haverá, mais tarde, uma versão híbrida. Que poderá ser a utilizada no Range Rover Sport, com um motor 3.0 litros SDV6 e motor elétrico com uma potência combinada de 340 CV. Ou então, o mais recente desenvolvimento da casa britânica, uma unidade Plug-In com base no bloco de 4 cilindros Ingenium e que debita uma potência combinada de 300 CV. Lembramos que a Land Rover está a desenvolver o seu próprio motor elétrico, denominado Electric Drive Module, que poderá debitar mais de 120 CV e proporcionar autonomias em modo elétrico, dependendo da bateria, entre 35 e 50 km.

Naturalmente que o Range Rover Velar terá uma versão desportiva feita pela SVR e equipada com o V8 que vai surgir no novo Jaguar F-Pace SVR, um bloco com 5 litros sobrealimentado a debitar 550 CV.

Depois do Velar, será a vez da Land Rover se preparar para o lançamento do novo Defender, que vai estar no mercado em 2019. Com o novo modelo, a Land Rover fica com dois modelos em cada pilar onde assenta a essência da marca: Luxo, Lazer e Duplo Propósito, num total seis modelos que, na opinião dos responsáveis da Jaguar Land Rover, cobre assim todo o mercado.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemRange Rover Velar poderá ter motor elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário