Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos se somadas as mídias sociais, * mais de MEIO MILHÃO de acessos somente no VSR, * lido por mais de DEZ países, * mais de SETE MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Shell investe em infraestrutura para atender demanda crescente por VEs

A Royal Dutch Shell está se preparando para introduzir pontos de carregamento de baterias em alguns postos de gasolina na Europa e a Total está trabalhando em um movimento similar, já que os maiores grupos de petróleo da região reagem às crescentes vendas de veículos elétricos.

Uma seleção de postos da Shell na Grã-Bretanha e nos Países Baixos - os mercados domésticos do grupo anglo-holandês - será a primeira a oferecer o serviço ainda este ano, de acordo com John Abbott, seu diretor de negócios.
A Total da França disse que estava "estudando a viabilidade" de instalar pontos de carregamento em algumas áreas. A italiana Eni já tem instalações em alguns de seus mercados doméstico e Europa Central.
 
Os veículos elétricos são muitas vezes retratados como uma ameaça mortal para a indústria de petróleo por causa de seu potencial para deslocar a maior fonte de demanda de petróleo, mas Abbott disse que a transição levará décadas.

Enquanto isso, o número gradualmente crescente de carros elétricos na estrada criaria oportunidades comerciais para a Shell, enquanto motoristas procuravam lugares para fazer as paradas necessárias, acrescentou.

A Agência Internacional de Energia, um grupo consultivo global, disse em sua última perspectiva anual que a frota mundial de carros elétricos aumentará de 1,3 milhões em 2015 para mais de 30 milhões em 2025 e 150 milhões em 2040. Isso cortaria a demanda de petróleo por 1,3 milhões de barris por dia até 2040.

John Leech, chefe do setor automotivo britânico para a consultoria da KPMG, disse que espera tantos pontos de carregamento de baterias quanto os tradicionais postos de abastecimento na Grã-Bretanha por volta de 2020. "Começaremos a ver a adoção em massa de veículos elétricos no início da próxima década. Em 2030 eles serão maioria nas estradas", garantiu Leech.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Shell investe em infraestrutura para atender demanda crescente por VEs
Publicado no Verdesobrerodas



Por FT conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário