Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Em apenas 2 dias elétrico da Faraday Future consegue 64.000 reservas

Dois dias depois de ter revelado no CES o FF91 – por muitos considerado o mais credível e sério rival do Tesla Model 3 – a Faraday Future (FF) revelou que já conta com mais de 64 mil reservas para o seu primeiro elétrico de produção.

Embora a FF tenha estipulado 5 mil dólares (4800 euros) como valor de depósito reembolsável para se proceder à encomenda do futuro elétrico, a verdade é que se pode reservar o automóvel por um montante inferior, sem necessidade de qualquer pagamento e várias vezes pela mesma pessoa. 
Em termos de comparação, aquando da apresentação do Model 3, a Tesla exigiu 1000 dólares de depósito (quase mil euros).
Mas o FF91, de acordo com a marca, estará muito acima do rival de Elon Musk, em termos de luxo, não devendo custar menos de 100.000 dólares (94.882 euros).

Em teoria, o carro apresentado o ano passado pela FF tem uma potência de mil cavalos, atinge velocidades de 0 a 100 km por hora, em menos de três segundos, e ultrapassa a barreira de 320 km por hora de velocidade.

Alimentado por uma bateria de 130 kWh e contanto com quatro motores elétricos, o novo FF91 debitará uma potência de 1050 cv e 1800 Nm de binário, sendo capaz de ir dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,39 segundos. A autonomia rondará os 608 km de acordo com a estimação EPA.

A configuração multi-motor permitirá também a vetorização do binário em tempo real para as rodas traseiras permitindo a fácil abordagem em curva e maior segurança. A bateria, desenvolvida em parceria com a LG Chem, poderá ser carregada a 50% com o carregador doméstico incluído em menos de 4,5 horas a 240 volts.

O novo elétrico da Faraday suporta a condução autónoma, mas a empresa ainda terá de confirmar o nível de autonomia – para já, revelou que o FF91 conta com 13 radares de curto e longo alcance, 10 câmaras de alta definição, 12 sensores de ultra-som e um LIDAR (Light Detection e Ranging) em 3D retrátil no capot.

Este hardware permitirá assim que o veículo se possa estacionar autonomamente – graças ao Valet Driverless.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemEm apenas  2 dias elétrico da Faraday Future consegue 64.000 reservas
Publicado no Verdesobrerodas



Por aeiou conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário